O MIRANTE dos Leitores | 19-10-2021 07:00

A moda de destruir uma rua, arranjá-la e voltar a destruí-la para a voltar a arranjar

A moda de destruir uma rua, arranjá-la e voltar a destruí-la para a voltar a arranjar

A 29 de Julho O MIRANTE publicou uma carta minha com o título “Eficácia é começar a destruir uma rua assim que ela acaba de ser arranjada”.

A 29 de Julho O MIRANTE publicou uma carta minha com o título “Eficácia é começar a destruir uma rua assim que ela acaba de ser arranjada”, que relatava o que se estava a passar com a Rua Brito Capelo, no Entroncamento.

A rua tinha sido reparada após a colocação de uma conduta e passados poucos meses após ter sido alcatroada tinha voltado a ser arrasada para meter mais condutas, provavelmente de gás.

Pois bem, passaram menos de três meses e já lá andam máquinas a escavar outra vez, tanto na rua como nos passeios, o que me leva a concluir que, por estes lados, ao contrário do que vou lendo, não há falta de mão-de-obra, nem de dinheiro. O que falta mesmo é inteligência, bom senso e respeito pelos cidadãos.

Rui Ricardo

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1536
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo