A Palavra dos Leitores | 28-02-2022 06:59

BRISA E GNR não pediram desculpa

BRISA E GNR não pediram desculpa

Sobre este artigo quero aqui deixar o teor do e-mail que enviei para a GNR. Até ao momento não recebi qualquer resposta. Sinto que me deve ser dada uma resposta; se não o fizerem é sinal que acusaram o erro que cometeram e no futuro irão corrigi-lo.

Estou a seguir a reportagem em plena A1 e lamento que vossa excelência não se demita de imediato do cargo que desempenha. Bem sabemos que a sinistralidade rodoviária é um problema grave e que precisa de ser fiscalizado, mas não é a fazer um corte de auto-estrada que vai diminuir a mesma. Quanto muito irá provocar um sentimento de revolta perante uma operação desta envergadura, em que provocou filas por mais de 12km, e horas de espera para poder ultrapassar o ponto de paragem onde a operação decorria.
Essa que é uma força que vai tendo o apoio de uma grande parte do povo, por certo não irá aceitar de bom senso esta atitude. Fiscalizar sim, mas haja respeito, pois existem várias formas de o fazerem quer seja com radares, com selectividade de tipo de veículos, mas nunca a um domingo, no sentido em que o fluxo de trânsito é maior, pois o regresso à capital para mais uma semana de trabalho é inevitável.
Bem sei que se quer criar uma imagem de proximidade para com o público e sentimento de segurança mas nunca desta forma irá conseguir impor tal desejo.
Provavelmente não partiu de si esta decisão, mas como órgão máximo da GNR, terá de questionar o porquê, e quem teve tal ideia. Bem sabemos que existem milhares de condutores, infractores as regras rodoviárias mas não é desta maneira que se consegue diminuir a mesma.
Mário Costa

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo