O MIRANTE dos Leitores | 14-01-2024 10:00

Pesar e dor no Sardoal

Venho por este meio dar conta do comportamento inadequado por parte da Santa Casa da Misericórdia do Sardoal.

Venho por este meio dar conta do comportamento inadequado por parte da Santa Casa da Misericórdia do Sardoal. A minha mãe, Luiza Maria, esteve como utente da SCMS cerca de 7 (sete) anos. No passado dia 19 de Novembro necessitou de cuidados médicos e foi enviada, por essa instituição, para a Urgência do CHMT (Hospital de Abrantes) onde ficou internada devido ao seu estado clínico até 10 de Dezembro à noite, tendo falecido por volta das 20h00 desse dia.
Agradeci a todos os funcionários dessa instituição o desvelo, empenho e carinho demonstrados durante a sua estadia na instituição, situação presenciada pelas inúmeras vezes que me desloquei à SCMS para visitar a minha mãe. Salientei que esta menção fosse divulgada, dando conhecimento público a todos os funcionários actuais e antigos. No entanto, o mesmo não posso fazê-lo em relação aos elementos directivos. Durante o internamento da minha mãe poucas diligências, foram efectuadas, no sentido de acompanhar o seu estado clínico. Algumas informações foram transmitidas à instituição através de membros da sua família.
No dia seguinte ao seu falecimento o filho e nora dirigiram-se a essa instituição para recolher alguns pertences (roupas para o seu amortalhamento) e efectuei uma chamada telefónica comunicando o falecimento da minha mãe, não tendo existido qualquer resposta até ao momento. Saliento ainda a ausência de qualquer apresentação de condolências aos familiares, nem qualquer presença no velório, ou representação no funeral que ocorreu no dia 12 de Dezembro, pelas 14h00. Perante a situação relatada, lamento imenso que não tenha existido uma palavra de conforto e de solidariedade por parte da direcção da SCMS.
Diamantina Alves Moura Nunes

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo