O MIRANTE dos Leitores | 18-02-2024 21:00

As vacas são um problema ambiental

Desde há muitos anos que está no mercado leite sintético para recém-nascidos.

Desde há muitos anos que está no mercado leite sintético para recém-nascidos. É livre de lactose e outros aditivos problemáticos. Também a insulina não é mais de origem animal, mas produzida em laboratório. Assim como a quimosina, uma parte fundamental do coalho usado para a produção de queijo, não é mais extraída dos estômagos de bezerros abatidos. Tudo graças ao processo de fermentação, o mesmo usado há centenas de anos na produção de cerveja, vinho, pão, iogurte e outros produtos fermentados. E a revolução que se adivinha não precisa de novas tecnologias pois a fermentação em bio-reactores é feita há dezenas de anos em grande escala como na produção de fermentos ou antibióticos.
Perante uma revolução anunciada com pesadas consequências, principalmente na exploração agro-pecuária, olhando não só para a produção, mas sobretudo para a substituição, que necessariamente acarretará avultados investimentos, nada transparece na comunicação social que reflicta essa preocupação, nem como uma simples alínea no PRR. Ou será que mais uma vez o trabalho está a ser feito na “clandestinidade” para, no momento certo e como uma inevitabilidade, aparecerem os grandes “players” internacionais sós ou com a ajuda de parceiros nacionais encabeçados por grupos “abençoados” pelo Governo, surgir com o trabalho feito?
No caso das vacas elas também são um problema ambiental, pelo que comem e bebem e pelos gases de efeito estufa que libertam. Ponderadas as consequências ambientais e económicas há hoje um intenso trabalho científico no sentido de “limar” alguns pormenores, a produção industrial de leite sintético ainda não é viável, mas já produz resultados encorajadores.
Hoje temos as conclusões finais do COP28 - 2023, algumas pretensões dos ecologistas foram previamente condenadas pelo seu fundamentalismo, outras nem constaram da discussão final, outras, mais brandas, ficaram em stand-by, as inconsequentes constam da redacção final. Surpreendentemente uma pretensão considerada fundamentalista, mas indispensável à conservação do planeta como o temos hoje foi aprovada: - o abrandamento no consumo de combustíveis fosseis.
Rui Figueiredo Jacinto

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo