O MIRANTE | 19-11-2020 18:00

“As questões da economia não podem deixar de parte sustentabilidade ambiental”

“As questões da economia não podem deixar de parte sustentabilidade ambiental”
ESPECIAL ANIVERSÁRIO
Alberto Mesquita - Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Alberto Mesquita - Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

Para mim o verde é sempre a cor da esperança. No que respeita às questões do ambiente tenho a esperança, e também a certeza, de que todos juntos temos a capacidade de trabalhar na adopção de atitudes que visem a salvaguarda dos recursos para as gerações vindouras.

Entre muitos outros projectos com vista ao desenvolvimento sustentável do concelho, no caso concreto do funcionamento interno da câmara municipal, há diversas acções já implementadas. A eficiência energética dos edifícios municipais (nomeadamente as piscinas); a adopção de medidas de poupança de água; a separação dos resíduos nas instalações municipais ou mesmo acções tão simples como o fim das garrafas de plástico nas reuniões de câmara.

Cada vez mais as questões da economia não podem deixar de parte as questões da sustentabilidade ambiental. Devemos por isso trabalhar em prol de uma economia mais sustentável, baseada nos princípios da economia circular, com a redução dos consumos energéticos, a reutilização dos resíduos e a recuperação dos recursos. Queremos, cada vez mais, no concelho de Vila Franca de Xira, atrair empresas amigas do ambiente.

Sobre a meta de redução dos pesticidas para metade na União Europeia diria que esse é o caminho certo a seguir. A esse nível já existem exemplos de boas práticas designadamente no território de Vila Franca de Xira. Na área de gestão directa do município não utilizamos herbicidas à base de glifosato há mais de cinco anos. Mesmo nas hortas urbanas fomentamos a produção integrada privilegiando sempre a utilização de acções amigas do ambiente em detrimento dos produtos químicos como, por exemplo, a compostagem.

A redução dos pesticidas também é claramente um caminho que vão seguir os grandes produtores. Vejam-se os exemplos de agricultura nas Lezírias em modo de produção biológica ou de produção integrada. Não tenho dúvidas que a nível político serão estas também as grandes prioridades para o futuro.

Contribuir para a preservação do planeta é uma tarefa de todos. Cabendo-me responsabilidades acrescidas enquanto presidente da câmara procuro também enquanto cidadão integrar todos os hábitos amigos do ambiente no meu dia-a-dia.

Tal como em anteriores edições de aniversário esta é a oportunidade para dar os parabéns ao jornal O MIRANTE, na pessoa do seu director e a todos os seus demais colaboradores. Desejo a todos as maiores felicidades e sucesso reconhecendo desta forma a importância do seu papel na sociedade enquanto órgão de informação regional. Ainda para mais numa situação tão grave como aquela que atravessamos com a pandemia em que as informações são extremamente importantes para a população.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo