O MIRANTE | 20-11-2020 12:30

“Os interesses económicos jamais se podem sobrepor às regras ambientais”

“Os interesses económicos jamais se podem sobrepor às regras ambientais”
ESPECIAL ANIVERSÁRIO
Miguel Borges - Presidente da Câmara Municipal do Sardoal

Miguel Borges - Presidente da Câmara Municipal do Sardoal.

Quais são os principais problemas ambientais do Sardoal?

Estamos num processo de renovação das ETAR e, de igual modo, pela proximidade, não posso deixar de mencionar o rio Tejo.

Refira algumas medidas tomadas em defesa do ambiente?

A autarquia deixou totalmente de usar pesticidas. Houve também uma redução do consumo energético com a introdução de elementos que provocam maior eficiência energética nos edifícios municipais e iluminação pública.

De um modo geral, a economia é privilegiada em relação ao ambiente, seja por governantes ou por empresários. Há alguma possibilidade de alterar esta situação?

Os interesses económicos jamais se podem sobrepor às regras ambientais. As boas práticas ambientais serão a garantia de uma boa economia do futuro, sustentável, a economia e o planeta!

Os países da União Europeia querem reduzir o uso de pesticidas para metade nos próximos 10 anos e ter 25% das terras agrícolas sob produção biológica. O que diria aos decisores políticos se lhe perguntassem a sua opinião?

Que poderiam ser mais ambiciosos com as metas estabelecidas.

Fechar a torneira enquanto lava os dentes ou se ensaboa no banho; separar o lixo para reciclagem; circular de carro a baixa velocidade para poluir menos e comprar electrodomésticos que consumam menos energia, mesmo que sejam mais caros, são alguns conselhos para ajudarmos a preservar o planeta. Destes, qual é aquele que não consegue seguir e porquê?

Tento cumprir com todos, mas nem sempre consigo.

Em que pensa normalmente quando se fala de verde?

O verde leva o meu pensamento sempre para a defesa ambiental, para além de ser a cor do Sardoal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo