O MIRANTE | 21-11-2020 10:00

Fábrica condenada a encerrar mas a tutela não faz cumprir a sentença

Fábrica condenada a encerrar mas a tutela não faz cumprir a sentença
ESPECIAL ANIVERSÁRIO

Pedro Ferreira - Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas

O principal problema ambiental do concelho de Torres Novas é a questão, já muito noticiada, dos cheiros emanados das instalações de uma empresa na aldeia Carreiro da Areia.

A justiça portuguesa, sobretudo em processos congéneres, é muito burocratizada e lenta. Não se percebe que tendo havido uma sentença de encerramento de fábrica e de reposição ambiental os organismos tutelares ainda não terem assegurado a 100% o sentenciado em tribunal.

Da parte da câmara está a ser notificada a empresa para repor a legalidade urbanística e, em suma, haverá equipamentos e instalações que terão que ser demolidos por impossibilidade de licenciamento.

Desde que o município de Torres Novas aderiu à empresa intermunicipal Águas do Ribatejo a questão ambiental relativa sobretudo ao saneamento melhorou significativamente. Para isso foram investidos mais de 30 milhões de euros nos últimos anos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1483
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo