O MIRANTE | 19-11-2022 11:00

Rio Maior está no top 10 dos municípios com maior financiamento atribuído pelo PRR

Rio Maior está no top 10 dos municípios com maior financiamento atribuído pelo PRR
ESPECIAL 35 ANOS DE O MIRANTE
Filipe Santana Dias Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior

A nova versão do plano para a Linha de Alta Velocidade, que anteriormente tinha prevista a Estação do Oeste em Rio Maior, deslocaliza esta mesma estação para Leiria. É uma perda para a região que tem de ser denunciada.

As nossas gentes são a nossa maior riqueza. Na política, na economia, na cultura, na nossa vida do dia-a-dia. Tudo é feito por pessoas e para pessoas. É este capital humano, com a experiência e visão de gerações mais antigas e a audácia dos mais novos, que concretiza o desenvolvimento da nossa região.

A região tem tido um maior desenvolvimento nos últimos anos impulsionada também pelo turismo. No caso de Rio Maior tivemos um grande crescimento nessa área. E o número de empresas que escolheram o concelho para se fixar também cresceu. Nem os tempos mais exigentes que atravessámos reduziram a procura de Rio Maior por parte de diversos investidores. Tudo isto é o resultado da estratégia de desenvolvimento que a câmara municipal tem vindo a implementar.

Há infra-estruturas importantíssimas para a região que não podem ser esquecidas. A nova versão do plano para a Linha de Alta Velocidade, que anteriormente tinha prevista a Estação do Oeste em Rio Maior, deslocaliza esta mesma estação para Leiria. É uma perda para a região que tem de ser denunciada.

A criação de uma nova NUT que agregue Lezíria do Tejo, Médio Tejo e Oeste é uma oportunidade única para colocar a região a falar a uma só voz. Neste tema Rio Maior pode desempenhar um papel fundamental sendo o concelho onde estas três regiões se juntam e por isso o local ideal para acolher a CDDR desta nova NUT.

Planear é fundamental para projectarmos um futuro melhor. São os planos que fazemos hoje que vão definir o sucesso de amanhã. A Câmara Municipal de Rio Maior tem em marcha uma Estratégia de Desenvolvimento Económico – Rio Maior 2030 que estabelece medidas e objectivos em quatro eixos (Indústria e Serviços; Acção Social, Saúde, Educação e Cultura; Turismo e Desporto) e que é uma linha orientadora para tornar Rio Maior o melhor município para viver, investir e visitar.

A vinda do aeroporto para a região irá abrir novas oportunidades económicas e tudo farei para que se concretize. Não podemos continuar a adiar uma decisão que anda a ser discutida há 50 anos. A escolha da localização necessita, no meu entender, de maior coragem e seriedade do ponto de vista político. No caso de Santarém, o facto de reunir investimento privado é garantia de maior celeridade nos processos de decisão, maior rapidez na sua implementação e de mais rigor na sua gestão. Sou um defensor da actividade privada, devidamente enquadrada por políticas que garantam a clareza e o serviço público, que a actividade exige.

Foi o poder local democrático que mais directamente contribuiu para o desenvolvimento de Portugal nas últimas décadas. Foram as autarquias que garantiram ao cidadão o acesso aos serviços. Foram as autarquias da região que fizeram com que as cidades, vilas e aldeias, que compõem o nosso território, possam hoje fazer parte de um Portugal desenvolvido. Está na hora do Estado Central fazer a sua parte, realizando investimentos estruturantes que consigam ir ao encontro das necessidades da região.

Os fundos comunitários são um motor de desenvolvimento e têm de ser bem aplicados. Dou um exemplo: Rio Maior está no top 10 dos municípios com maior financiamento atribuído por parte do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Estas verbas, na ordem dos 24 milhões de euros, vão permitir a realização de projectos estruturantes para o município, até 2026, como a requalificação da N114, a requalificação da Área de Acolhimento Empresarial (AAE), que vai trazer mais e melhor emprego e a construção da Residência do Estudantes, tão necessária para dinamizar o ensino superior.

O município de Rio Maior comunica através de diferentes plataformas com o objectivo de chegar a todos os munícipes. O Boletim Municipal chega a 11 mil casas e, portanto, a todo o concelho. As redes sociais são outra plataforma de comunicação muito importante, bem como o site da câmara municipal, onde estão disponíveis todos os contactos, informações e serviços do Município. O feedback é muito positivo, quer nas redes, quer nas conversas que tenho todos os dias com os munícipes.

Gostaria de deixar a todos, em especial aos riomaiorenses, uma mensagem de esperança. Todos vamos ouvindo na comunicação social, e sentindo nas nossas carteiras, aquele que poderá ser o início de um ciclo económico desafiante. Às autarquias caberá, mais uma vez, o fundamental papel de estar ao lado das suas populações, garantindo a dignidade e o conforto das mesmas. A população tem sido inexcedível na dedicação à sua terra. É por isso que acredito que Rio Maior vai, mais uma vez, ultrapassar estas dificuldades com o brio e a distinção que caracteriza o nosso povo.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo