O MIRANTE TV | 27-10-2023 16:54

Prédio degradado obriga a cortar trânsito no centro histórico de Santarém

Câmara de Santarém interditou a circulação rodoviária no Largo Pedro Álvares Cabral e na Rua Braancamp Freire por tempo indeterminado.

Um prédio a ameaçar ruína obrigou ao corte da circulação rodoviária no Largo Pedro Álvares Cabral e na Rua Braancamp Freire, no centro histórico de Santarém. Uma medida que vai vigorar “por tempo indeterminado”, informou esta sexta-feira, 27 de Outubro, a Câmara Municipal de Santarém.

“Após a realização de uma vistoria pelos técnicos do Serviço Municipal de Proteção Civil de Santarém e da Divisão de Gestão Urbanística da Câmara Municipal de Santarém, para averiguar as condições de segurança no prédio sito no Largo Pedro Álvares Cabral, formando gaveto com a Rua Braancamp Freire, verificou-se a necessidade de delimitação de um perímetro de segurança junto das fachadas do mesmo e corte de trânsito neste local”, diz o município em comunicado.

Segundo a Câmara de Santarém, o edifício em causa “apresenta um elevado estado de degradação e perigo de ruína, pelo que estas medidas visam garantir a segurança dos cidadãos, durante a intervenção de estabilização do mesmo que será realizada pela entidade proprietária do imóvel”. A autarquia solicita a colaboração de todos os munícipes e apela à sua compreensão pelos incómodos provocados por este corte de trânsito.

O imóvel é propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Santarém, que de imediato contactou uma empresa para proceder aos trabalhos que garantam a estabilidade do edifício. Segundo o provedor da instituição, Hermínio Martinho, é provável que na próxima segunda-feira os trabalhos de escoramento e contenção estejam concluídos, no sentido de garantir as condições de segurança e permitir o restabelecimento da circulação rodoviária nessas artérias.

Hermínio Martinho sublinhou a pronta resposta da empresa para a execução das obras, havendo contactos e negociações com a mesma quanto ao futuro daquele imóvel. “Vamos procurar a melhor solução para o edifício e neste momento há mais de uma hipótese. Não está nada definido em concreto”, declarou o provedor a O MIRANTE, quando questionado sobre o que pretendia a instituição fazer em relação aquele património, que em tempos se projectou transformar num hotel de charme.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo