Opinião | 07-06-2023 21:00

Camelos no Tejo e o país zangado que já não convida o Governo para sair

Emails do outro mundo

Aguerrido Manuel Serra d’Aire

Aguerrido Manuel Serra d’Aire

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) decidiu não convidar membros do Governo para a Feira Nacional de Agricultura, em Santarém. Ao que parece, os patrões da lavoura estão muito zangados com a actuação do executivo socialista de António Costa e, em particular, com o desempenho da ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes, ex-presidente da Câmara de Abrantes e mulher do campo (que deve saber o que é plantar batatas e couves, ao contrário, presumo, de alguns dos homens da CAP).
Esta birrinha da CAP - que é a organização que manda no CNEMA, entidade que por sua vez organiza a Feira de Agricultura em Santarém - dá que pensar e cria um novo paradigma que pode ser bastante proveitoso para as finanças públicas. Porque em cada crise espreita sempre uma oportunidade. Como se sabe, a casamentos e baptizados só vão os convidados. E se todas as entidades e organizações zangadas com o Governo deixarem de convidar governantes para as mais diversas actividades, como inaugurações, feiras, festas e romarias, conferências, homenagens, jogos da bola e por aí fora, os membros do Governo vão passar a maior parte do tempo enfiados nos gabinetes pois há pelo menos meio mundo zangado com eles e ninguém os convida para sair.
Agora veja-se o que isso representa em ganhos para a economia do país. Cada automóvel ministerial que ficar parado em Lisboa durante a semana em vez de andar a deambular pelo país em cerimónias corta-fitas, descerramento de lápides e coisas do género, está a contribuir para a redução da despesa pública, logo a melhorar as contas do Estado e a ajudar à diminuição do défice. Além de contribuir também para o ambiente. Esperemos, pois, que este exemplo da CAP tenha seguidores. Eu, como patriota que sou, garanto fazer a minha parte e descarto desde já qualquer convite a governantes para o meu aniversário. Nem sequer ao histriónico Galamba, para contar anedotas e animar o ambiente…
Está a decorrer mais um Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo, com a imagem de Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo a ser transportada Tejo abaixo desde a fronteira com Espanha até à foz para lá de Lisboa. É suposto a imagem sagrada ser transportada de barco, mas no estado de penúria em que o rio se encontra, com areia à mostra em grande parte da sua extensão devido à seca, duvido que isso possa acontecer. Pelo sim pelo não talvez fosse mais apropriado alugar uns camelos para garantir o cortejo nalgumas etapas. O que até daria um toque mais pitoresco ao evento. Isto se, entretanto, Nossa Senhora não puxar dos galões e tomar medidas drásticas enviando-nos umas cargas de água de dimensões bíblicas…
Saudações agrícolas do
Serafim das Neves

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1664
    15-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo