Opinião | 29-04-2024 20:53

A importância da vitória de Villas-Boas

Apesar de ser o único clube democrático dos três grandes e aquele que emergiu com a revolução de Abril, a verdade é que o FC Porto, nos últimos 40 anos, acabou por representar os mesmos vícios da democracia portuguesa ao permitir a permanência de Pinto da Costa ad eternum, como acontecia e acontece com os autarcas.

A vitória de Villas-Boas é um marco importante na evolução do futebol português.

Villas-Boas, para além de ser o primeiro presidente dos três grandes do séc. XXI que não precisa do clube para enriquecer, tem formação inglesa (o que é essencial para compreender o verdadeiro espírito do futebol) e tem mundo (o que lhe alarga o campo de visão, impedindo-o de se deixar consumir na mesquinhez e na inveja tão típica do povo português).

Em todo o caso, é importante salientar que o que sucedeu no Porto era impossível acontecer no Benfica ou no Sporting, clubes que ainda mantêm os estatutos fascistas em que 10% dos sócios têm mais votos do que os outros 90%.

O que distingue as democracias liberais das democracias socialistas e dos regimes fascistas é precisamente o princípio de uma pessoa, um voto. E o FC Porto é o único clube dos três grandes que é verdadeiramente democrático, porque é o único que respeita esse princípio fundamental das democracias liberais.

Varandas, recordo, só é presidente do Sporting, porque, apesar de ter tido menos votos do que o seu adversário, teve os votos do politburo. A situação do Benfica ainda é pior, porque Filipe Vieira ainda sovietizou mais as eleições do Benfica.

Apesar de ser o único clube democrático dos três grandes e aquele que emergiu com a revolução de Abril, a verdade é que o FC Porto, nos últimos 40 anos, acabou por representar os mesmos vícios da democracia portuguesa ao permitir a permanência de Pinto da Costa ad eternum, como acontecia e acontece com os autarcas.

A vitória de Villas-Boas, também por isso, é um bom sinal. O sinal de que está a surgir em Portugal uma geração europeia e democrática que não se revê no velho caciquismo português, o principal responsável pelo nosso atraso civilizacional e cultural.

Santana-Maia Leonardo

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo