Política | 27-09-2019 10:00

Movimento luta pela reposição da freguesia de Vale de Figueira

Movimento luta pela reposição da freguesia de Vale de Figueira
REFORMA
foto DR

Grupo de cidadãos diz que se aproxima o momento em que o debate político sobre esse tema será reaberto.

Um grupo de cidadãos criou um movimento que reivindica a reposição da freguesia de Vale de Figueira, no concelho de Santarém, que desde 2013 foi agregada à freguesia de São Vicente do Paul. O Movimento de Cidadãos para a Reposição da Freguesia de Vale de Figueira declara-se “sem cor política e sem segundos interesses que não sejam a verdadeira afirmação da nossa freguesia”.

Referindo que se aproxima o momento em que o debate político sobre esse tema será reaberto, o movimento considera estarem criadas condições para as freguesias se libertarem da situação que lhes foi imposta. Nos últimos meses, representantes do movimento reuniram com diversos grupos parlamentares na Assembleia da República, bem como com os autarcas da União de Freguesias de São Vicente do Paul e Vale de Figueira.

Os criadores do movimento alegam que a União de Freguesias de São Vicente do Paul e Vale de Figueira foi criada - no âmbito da reforma administrativa implementada em 2013 pelo Governo de Passos Coelho - “por coacção da Assembleia Municipal de Santarém, sob proposta do executivo da Câmara de Santarém que ignorou as sistemáticas tomadas de posição da população de Vale de Figueira”.

Entre os fundadores do movimento estão José Gaspar, Carmen Melro, João Carlos Fortunato, Manuel Cordeiro (antigo presidente da junta), Miguel Martinho, César Cordeiro, José Saldanha, João ferrão e Luís Nazaré.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Médio Tejo