Política | 15-09-2020 12:30

Vice-presidente de Alpiarça bateu com a porta e Casimira Alves é a nova vereadora

Vice-presidente de Alpiarça bateu com a porta e Casimira Alves é a nova vereadora
POLÍTICA

Casimira Alves vai preencher o lugar deixado vago na maioria CDU pela renúncia ao mandato de Carlos Jorge Pereira. As razões para a saída do número 2 da câmara, a um ano do fim do mandato, não foram explicadas.

A fadista Casimira Alves tomou posse como vereadora da CDU na Câmara de Alpiarça durante a reunião do executivo de terça-feira, 8 de Setembro, para preencher o lugar deixado vago pela renúncia ao mandato do vice-presidente Carlos Jorge Pereira, que alegou motivos pessoais. João Pedro Arraiolos assumiu a vice-presidência da autarquia. A nova vereadora vai estar na câmara a tempo parcial e ainda não tem qualquer pelouro atribuído.

Segundo o presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira (CDU), ainda estão a ser avaliados quais os pelouros a atribuir a Casimira Alves. A maioria das pastas de Carlos Pereira, ou pelo menos as mais complexas, vão transitar para a alçada de João Pedro Arraiolos.

Carlos Jorge Pereira deixou a Câmara de Alpiarça no dia 31 de Agosto e desde o dia 1 de Setembro voltou a desempenhar funções de bancário, agora na Caixa de Crédito Agrícola em Benfica do Ribatejo.

Apesar do número quatro da lista da CDU nas últimas eleições autárquicas ser ocupado por Pedro Pinhão, o engenheiro não quis assumir funções autárquicas, alegando motivos profissionais.

O convite seguiu para a número cinco da lista, a fadista Casimira Alves. Militante do Partido Comunista Português há mais de 15 anos, Casimira Alves reconhece não ter qualquer experiência política e admite nunca lhe ter passado pela cabeça ser vereadora. “Antes de qualquer juízo de valor, peço às pessoas mais críticas sobre esta nova etapa da minha vida que me deixem trabalhar e provar o meu valor”, disse a O MIRANTE.

Carlos Jorge Pereira teve sob sua alçada os pelouros dos Serviços Urbanos e Limpeza, Parque de Máquinas e Viaturas, Fiscalização Municipal, Ambiente, Mercados e Abastecimento Público, Iluminação Pública, Sinalização e Trânsito, Cultura e Turismo e ainda a responsabilidade sobre os Bombeiros Municipais de Alpiarça. Desde há 11 anos exercia funções de vice-presidente da lista encabeçada pelo comunista Mário Pereira.

De fadista a autarca

Casimira Alves, 58 anos, é casada e tem quatro filhos e dois netos. Trabalhou na área comercial, embora estivesse desempregada há dois anos. Foi emigrante em França durante quase três décadas, mas assim que teve oportunidade voltou às origens. Começou a cantar o fado desde muito nova e é conhecida entre a população de Alpiarça pela sua voz. Em 1973 representou o Ribatejo no Festival da Canção Infantil, no Porto. A carreira foi recuperada quando regressou a Portugal, com 43 anos, e faz da música um passatempo. Casimira Alves é presença assídua na vida associativa tendo ajudado a criar o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpiarça. Integrou a banda da Sociedade Filarmónica 1º Dezembro Alpiarcense e fez parte do FestFado Ribatejo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1475
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo