Política | 29-10-2020 15:00

PSD e do PS pedem explicações ao Governo sobre investimentos para a região

Distritais de Santarém descontentes pela não inclusão da variante ferroviária a Santarém e do IC3 no Plano Nacional de Investimentos 2030 anunciado pelo Governo.

As estruturas distritais do PSD e do PS reagiram à não inclusão da variante ferroviária a Santarém e do IC3 no Plano Nacional de Investimentos 2030 anunciado pelo Governo, com os social-democratas a expressarem a sua indignação e os socialistas a exigirem ao Governo que clarifique se esses projectos estão fora das prioridades de investimento público para a próxima década.

“A exclusão da modernização da linha ferroviária do Norte da última versão do PNI 2030, apresentada na semana passada pelo Governo, é motivo de grande preocupação para a Distrital do PSD de Santarém que condena esta decisão, por colocar em perigo a segurança da infraestrutura (com vários acidentes mortais nos últimos anos) e não promover a coesão territorial”, diz a estrutura lidera pelo deputado João Moura, que acrescenta: “A construção de uma nova linha ferroviária de alta velocidade Porto-Lisboa é mais um devaneio despesista do PS que ignora por completo o Distrito de Santarém”.

O PSD diz que “outro erro grosseiro do PNI2030 é a não inclusão da conclusão do IC3, obra que deveria ter sido concluída há anos, e que é, no mínimo, uma dívida histórica para com a região pela localização do Eco-Parque do Relvão.

A distrital do PS, liderada pelo deputado Hugo Costa, também foca esses dois pontos, referindo que “não pode deixar de exigir ao Governo a clarificação da situação” relativamente a “algumas infraestruturas que fazem parte do conjunto de compromissos assumidos com a população da região”. É o caso do IC3, “cuja conclusão é urgente para retirar da EN118, sobretudo da zona de Chamusca, Alpiarça e Almeirim, o grande movimento de veículos pesados que se deslocam para o EcoParque do Relvão, transportando matérias (sejam mercadorias ou resíduos) perigosas”.

O PS diz ainda que é necessário encontrar encontrar uma solução “urgente” para a Linha do Norte, na zona de Santarém, nomeadamente através da construção de uma variante que contorne o problema de insegurança provocado pela situação de instabilidade das barreiras. “Estas são situações que precisam de uma solução urgente, pelo que o Secretariado da Federação Distrital de Santarém do PS defende a sua inclusão no PNI 2030”, acrescenta.

A par desses grandes investimentos, o Secretariado Distrital do PS defende ainda que a reabilitação da rede de estradas nacionais que atravessa o distrito continue a ser uma prioridade e que sejam estudadas novas soluções de mobilidade, nomeadamente para a zona do Vale do Sorraia (IC10).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1491
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo