Política | 23-11-2020 18:28

Abrantes implementa novas medidas de apoio à economia e famílias

Abrantes implementa novas medidas de apoio à economia e famílias
POLÍTICA

Os apoios municipais já disponibilizados em resposta à Covid-19 totalizam 750 mil euros, aos quais se somam agora mais 250 mil em apoios extraordinários às famílias, restauração e comércio.

Quem vive e tem filhos a frequentar o ensino no concelho de Abrantes, do pré-escolar ao 12º ano, a partir de 2 de Dezembro vai deixar de ter qualquer despesa com as refeições escolares até ao final do ano lectivo de 2020/2021. Esta é uma das novas medidas de resposta à Covid-19 anunciadas pelo presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, em conferência de imprensa realizada a 23 de Novembro, numa altura em que a evolução da pandemia atirou o concelho para o nível de risco “muito elevado”, por ter mais de 480 casos por cada 100 mil habitantes.

Os comerciantes e empresários de restauração locais também não foram esquecidos neste novo pacote de medidas e vão ficar isentos do pagamento da factura da água em Dezembro, através do envio de um requerimento ao município entre 25 Novembro e 15 de Dezembro. Recorde-se que por estar no segundo nível de risco mais elevado, nos próximos dois fins-de-semana e feriados de Dezembro, o comércio local e restauração vão ter de voltar a fechar portas até às 13h00.

O município vai ainda criar uma linha de apoio psicossocial e um fundo de apoio de emergência social, em articulação com as juntas de freguesia e serviços de acção social, que “permita apoio imediato a situações graves de vulnerabilidade social”, explicou o autarca, acrescentando que este apoio será traduzido em bens alimentares, produtos de higiene de primeira necessidades, medicação e transporte para tratamentos hospitalares.

Também as medidas já implementadas de apoio aos estratos sociais desfavorecidos, a isenção de estacionamento tarifado e de rendas de espaços municipais encerrados temporariamente, assim como o pagamento da taxa de esplanadas e possibilidade de aumento das mesmas vão continuar em vigor.

Novas respostas fazem subir gastos para 1 milhão de euros

Desde que implementou medidas para responder aos impactos negativos da pandemia, a Câmara de Abrantes gastou 750 mil euros, aos quais se somam agora mais 250 mil para fazer face aos novos apoios. A despesa prevista com as refeições escolares, sublinhou Manuel Jorge Valamatos “já está contemplada no orçamento” para 2021 que terá ainda rubricas disponíveis para outros apoios extraordinários que possam vir a ser adoptados.

As verbas que estavam previstas para eventos e actividades durante a época natalícia que já não se vão realizar estão a ser canalizadas para estes novos apoios. A única despesa com o Natal que o município vai manter, adiantou o autarca, são os enfeites e iluminação “para criar dinâmicas, porque a vida não parou totalmente” e se espera que “possam estimular a actividade comercial”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1490
    19-08-2020
    Capa Vale Tejo