Política | 07-10-2021 15:00

PSD de Tomar promete trabalhar para conquistar mais eleitores nas próximas autárquicas

PSD de Tomar promete trabalhar para conquistar mais eleitores nas próximas autárquicas
Célia Bonet fez um balanço do seu trabalho na oposição e das promessas que ficaram por cumprir (foto DR)

Partido Social Democrata saiu derrotado das eleições autárquicas pelo Partido Socialista, mas garante que vai trabalhar na oposição para conquistar a liderança do concelho de Tomar daqui a quatro anos. Vereadora Célia Bonet vai abandonar executivo e faz balanço do último mandato apontando o que ainda falta fazer.

As eleições autárquicas em Tomar foram bem disputadas, mas a derrota do Partido Social Democrata (PSD), embora com diferença reduzida em relação a 2017, deixou insatisfeitos os elementos da equipa que elegeu três vereadores para fazer oposição no executivo municipal presidido por Anabela Freitas (PS).

Em comunicado, o PSD destaca a eleição de oito membros para a assembleia municipal, ficando com apenas menos um elemento que o PS, e para as vitórias nas freguesias de Casais e Alviobeira, Além da Ribeira e Pedreira, Olalhas e São Pedro. “Apesar de terem ficado aquém das expectativas as votações mostram que cerca de 35% dos eleitores apostaram na mudança. No entanto, as nossas propostas ainda não reuniram o apoio da maioria dos tomarenses, mas vamos trabalhar para alcançar uma vitória expressiva nas eleições autárquicas de 2025”, pode ler-se no comunicado, que salienta ainda a necessidade de mobilizar os quase 16.000 eleitores que se abstiveram nestas eleições.

CÉLIA BONET DESPEDE-SE COM VÁRIOS RECADOS

Célia Bonet, vereadora do PSD nos últimos quatro anos, fez um balanço do seu trabalho na oposição e das promessas que ficaram por cumprir, assim como das propostas que não foram aceites pela maioria socialista. A autarca considera que Tomar não evoluiu com este executivo muito por culpa de não ter tomado em consideração as medidas que a oposição pensa serem benéficas para o concelho.

A social-democrata relembra a falta de condições da zona industrial para que se possa captar investimento e criar postos de trabalho; a necessidade de implementar um espaço de co-working e de uma incubadora de empresas; refere que o Gabinete de Empreendedorismo e de Desenvolvimento ficou na gaveta, assim como o novo site do município que serviria de apoio à comunidade; entre outras questões que deveriam, na sua opinião, ter merecido mais empenho por parte do executivo.

Recorde-se que Célia Bonet e a presidente Anabela Freitas protagonizaram por várias vezes debates acesos nas sessões camarárias uma vez que a vereadora social-democrata era quem mais “barulho” fazia na hora de questionar e escrutinar o trabalho do executivo. Célia Bonet vai continuar ligada à política do concelho como eleita do PSD na Assembleia Municipal de Tomar.

Mais Notícias

    A carregar...