Política | 07-10-2021 21:00

Pedro Ribeiro despede-se da liderança da Câmara do Cartaxo e elogia adversários

Pedro Ribeiro despede-se da liderança da Câmara do Cartaxo e elogia adversários
Pedro Ribeiro diz ter sido uma honra ser presidente da Câmara do Cartaxo nos últimos oito anos

Autarca socialista, que perdeu as eleições para o PSD, não clarificou se vai assumir o cargo de vereador da oposição. Tomada de posse do novo executivo é dia 18 de Outubro.

O ainda presidente da Câmara do Cartaxo, o socialista Pedro Magalhães Ribeiro, despediu-se do cargo na última reunião do executivo do mandato sem levantar o véu sobre se vai integrar o novo executivo como vereador da oposição depois de ter perdido as eleições autárquicas para o social-democrata João Heitor.

Pedro Ribeiro preferiu sublinhar a honra que foi desempenhar as funções de presidente durante oito anos. “Ser eleito é muito importante porque é alguém que a comunidade escolheu para representar o povo num determinado órgão, neste caso, a câmara municipal, que tem um conjunto de competências muito importantes para o dia-a-dia de quem aqui vive, de quem aqui estuda, investe e até de quem nos visita. É um cargo que tem a capacidade de influenciar a vida de muita gente e de muitas instituições”.

Estas foram as palavras de despedida de Pedro Ribeiro durante a última reunião camarária do actual mandato que decorreu na noite de segunda-feira, 4 de Outubro. A sessão durou apenas meia hora e serviu para despedidas e agradecimentos. Pedro Ribeiro fez questão de deixar uma palavra de gratidão a todos os funcionários que trabalharam com a sua equipa e deram o melhor pela Câmara do Cartaxo. O autarca afirma que foram oito anos em que lutaram contra o vento, com dificuldades que foram sendo ultrapassadas aos poucos.

Pedro Magalhães Ribeiro recorda que teve a oportunidade de servir o município do Cartaxo durante cerca de 18 anos, dos quais 11 deles com competências delegadas. “Grande parte da minha vida foi aqui vivida. Encontro muita gente nesta casa que considero família. O bom da democracia é o desapego que cultivamos sabendo que de quatro em quatro anos somos sufragados pela população e é ela que decide quem quer ver a representá-los”, sublinhou.

O ainda presidente deixou uma palavra de agradecimento ao seu sucessor, João Heitor, e também a Vasco Cunha, ex-vereador da oposição do PSD, que na noite eleitoral, tal como Pedro Ribeiro fez no passado, “tiveram um gesto de cordialidade e gentileza ao dirigirem-se à sede do PS e cumprimentarem-nos. Somos pessoas que se respeitam na diferença e achei o gesto muito bonito. Traduz os valores democráticos que cultivamos nesta terra”, concluiu.

A tomada de posse dos novos eleitos à câmara municipal e assembleia municipal está marcada para 18 de Outubro.

Mais Notícias

    A carregar...