Política | 19-01-2023 12:00

Chega queria segurança privada nas escolas de Vialonga mas proposta foi chumbada

A proposta para colocação de seguranças privados a vigiar o recreio e os alunos na Escola EB 2,3 de Vialonga foi chumbada pela assembleia de freguesia.

O Chega propôs na última sessão da Assembleia de Freguesia de Vialonga que fossem criadas equipas com dois ou três elementos de uma empresa de segurança privada para vigiar os alunos na Escola EB 2,3 da freguesia. “Tendo conhecimento de que a escola EB 23 de Vialonga está assinalada em um dos TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária) vimos a nossa proposta como uma mais valia, não só para as crianças que são alvo de violência física, verbal e psicológica, como também para os seus pais, que ficariam mais descansados sabendo que os seus filhos estão protegidos na escola que frequentam”, pode ler-se na proposta do Chega e que acabou chumbada pelo PS, Coligação Nova Geração (PSD/PPMT/MPT), CDS e CDU.

Segundo o Chega, este seria um projecto-piloto denominado “Segurança nas escolas”, a ser implementado em Vialonga, para depois poder ser alargado a outros estabelecimentos de ensino. A vigilância seria feita dentro da escola e com maior foco em horários onde existe maior aglomerado de estudantes, nomeadamente nas horas de entrada, intervalos, almoço e horários de saída.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo