Política | 06-02-2023 16:53

Autarca de Santarém ameaça ficar à porta do Ministério da Saúde até autarcas serem recebidos

Autarca de Santarém ameaça ficar à porta do Ministério da Saúde até autarcas serem recebidos

Em causa está uma reunião solicitada em Outubro para abordar a situação do Hospital Distrital de Santarém. O ministro garantiu que recebia os autarcas da Lezíria, mas até agora nada.

O presidente da Câmara de Santarém admitiu esta segunda-feira ir para a porta do Ministério da Saúde em protesto por ainda não ter sido marcada a reunião pedida pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), que além de Santarém reúne mais 10 municípios. A reunião, realça Ricardo Gonçalves, foi pedida há meses para abordar a situação do Hospital Distrital de Santarém e o ministério prometeu receber os autarcas.

Ricardo Gonçalves disse esperar não ser necessário fazer o que outros autarcas fizeram (numa referência aos municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra) e ter de ir para a porta do Ministério da Saúde para conseguir o agendamento da reunião que a comunidade intermunicipal pediu no final de Outubro de 2022.

O autarca lamenta que, depois de ter pedido ao ministro há um mês que respeitasse os eleitos, e de Manuel Pizarro ter declarado, no dia seguinte, que respeita os autarcas e que iria receber “o mais rapidamente” possível a CIMLT, nada tenha sido agendado.

Ricardo Gonçalves disse esperar que o ministro receba os autarcas da Lezíria em breve. Caso contrário, realça, “sabemos onde é o Ministério da Saúde. Quero acreditar que [a resposta] é uma questão de tempo. Espero que não muito, porque os relatos são preocupantes", declarou. O autarca deu como exemplo um novo pedido dos serviços de urgência do HDS de desvio de doentes urgentes de medicina interna encaminhados pelos corpos de bombeiros entre as 21h00 de Domingo e as 09h00 desta segunda-feira.

Salientando não ter nada contra a administração do HDS, presidida por Ana Infante, que “muito tem feito”, Ricardo Gonçalves afirmou que as situações que se vivem “não se podem normalizar” e têm de ser resolvidas pela tutela.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo