Política | 27-06-2023 12:00

Chega denuncia ao Ministério Público contratos da Junta de Samora Correia

Em causa estão quatro contratos de manutenção de espaços verdes e higiene urbana. O presidente da Junta de Samora Correia diz estar de “consciência tranquila”.

A bancada do Chega na Assembleia de Freguesia de Samora Correia vai fazer uma participação ao Ministério Público por causa de quatro contratos públicos que diz terem sido feitos a empresas pertencentes à mesma família. No entender do eleito Rúben Vicente, a Junta de Samora Correia violou o código dos contratos públicos.
O presidente da Junta de Freguesia de Samora Correia, Augusto Marques (CDU), disse não conhecer as relações familiares entre os responsáveis das empresas em causa. “Estou convencido que esses quatro procedimentos solicitados cumprem a lei. Mantenho o que disse na última reunião da assembleia”, reiterou o autarca na assembleia de freguesia de 12 de Junho.
A questão já tinha sido levantada por Rúben Vicente na reunião da assembleia de freguesia de 13 de Abril. Segundo Augusto Marques, as respostas foram dadas por escrito no dia 19 de Maio e a cópia dos contratos foi enviada no dia 9 de Junho. Os contratos em causa dizem respeito à manutenção dos espaços verdes e outro de higiene urbana. “Estamos de consciência tranquila. Os espaços verdes estão muito melhor. Já a higiene urbana tem de ser melhor articulada com a Câmara de Benavente, que é responsável por despejar os contentores do lixo”, afirmou Augusto Marques.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo