Política | 20-09-2023 15:08

Oposição no Entroncamento chumba construção de 100 habitações

Socialistas apresentaram em reunião de câmara um proposta de um contracto de colaboração com o IHRU, para a construção de 100 novos fogos, com um investimento de 17 milhões de euros, financiados na sua totalidade. Os vereadores do PSD e o vereador eleito pelo CHEGA, agora independente, reprovaram a medida.

A oposição, em maioria na Câmara do Entroncamento, chumbou a construção de 100 novos fogos de habitação para arrendamentos acessíveis à classe média, propostos pela gestão socialista.

A proposta consistia num contracto de colaboração com o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), para a construção de 100 habitações para a classe média e para os jovens, com um investimento de 17,3 milhões de euros, financiado na sua totalidade.

O vereador do PSD, Rui Gonçalves, disse não compreender a necessidade de construção das habitações, uma vez que o planeamento não consta no documento da estratégia local de habitação do município. “Ou a estratégia local de habitação está desactualizada ou vamos construir estas habitações, ninguém sabe muito bem porquê. E ir construir 100 fogos de habitação, só porque sim, não me parece correcto. Principalmente porque não resolve os problemas de habitação dos residentes jovens e de classe média do Entroncamento, uma vez que qualquer pessoa se pode candidatar a concurso, para concorrer à habitação, sendo do Entroncamento ou de outro local qualquer”, explicou o vereador da oposição.

Luís Forinho, vereador eleito pelo CHEGA, agora independente, mostrou-se igualmente incompreensivo face ao projecto e desde logo afirmou que iria reprovar a medida, algo que acabou por ser confirmado, com os três autarcas do PSD e o vereador independente a atingirem a maioria e reprovarem a construção das habitações.

O presidente Jorge Faria mostrou-se indignado e acusou os autarcas de “ódio ao Entroncamento” e que voltavam a chumbar uma obra para a cidade, não conseguindo entender os argumentos apresentados. Rui Madeira, vereador do PSD, em declaração de voto, explicou que “a iniciativa apresentada não privilegia opções em termos de habitação ao nível da reabilitação urbana” e que devia ter sido apresentada previamente em reunião para discussão e não foi.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo