Política | 04-03-2024 21:00

Assembleia Municipal de Coruche voltou às freguesias 20 anos depois

Assembleia Municipal de Coruche voltou às freguesias 20 anos depois
Assembleia Municipal de Coruche realizou uma sessão descentralizada, no Couço, o que não acontecia há quase duas décadas

Auditório da Escola Básica Integrada/Jardim-de-infância do Couço encheu para a sessão da Assembleia Municipal de Coruche. Há quase 20 anos que não se realizava uma sessão descentralizada do principal órgão fiscalizador do município, situação que foi elogiada por todas as bancadas.

O auditório da Escola Básica Integrada/Jardim-de-infância do Couço encheu para a sessão descentralizada da Assembleia Municipal de Coruche, que decorreu na noite de sexta-feira, 23 de Fevereiro. Há quase duas décadas que não se realizava uma sessão descentralizada do principal órgão fiscalizador do município, situação que foi elogiada por todas as bancadas. A primeira pessoa a tomar da palavra foi a presidente da Junta de Freguesia do Couço, Ortelinda Graça (CDU), que, entre outros assuntos, falou de alguns constrangimentos da freguesia como o envelhecimento e diminuição da população.
Os eleitos da bancada da CDU pediram para que o período de intervenção do público fosse antecipado para que os munícipes presentes pudessem intervir antes do final da sessão. Esta proposta foi a votação tendo sido rejeitada com os votos contra da maioria PS e a abstenção da bancada do PSD. O presidente da Câmara de Coruche, o socialista Francisco Oliveira, abordou temas como o problema da população envelhecida e a falta de condições de empregabilidade. O autarca recordou, em resposta às críticas da bancada da CDU, que nos últimos anos foram construídos diversos núcleos escolares no concelho nomeadamente no Biscainho, Santana do Mato, Fajarda e Erra.
Francisco Oliveira justificou o atraso no início das obras no chamado edifício das Corujas uma vez que os dois concursos públicos lançados ficaram desertos. O município pretende criar nesse edifício 14 apartamentos. O imóvel, no centro da vila, é propriedade do município e destina-se a arrendamento a preços acessíveis. O autarca garantiu também que a obra de construção dos Passadiços do Sorraia, num investimento total de cerca de um milhão de euros, é para avançar este ano. O presidente da Câmara de Coruche informou que dezenas de ruas e estradas do concelho vão ser requalificadas este ano. “O município tenta fazer uma gestão bem distribuída por todas as freguesias do concelho”, sublinhou.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo