Política | 24-03-2024 18:00

Câmara de Alpiarça encaixa 2 milhões com venda de prédio em Lisboa

Na segunda hasta pública promovida pela Câmara de Alpiarça para vender um prédio na Avenida de Berna, em Lisboa, a autarquia fechou negócio e vai receber cerca de dois milhões de euros. A escritura do contrato promessa de compra e venda já foi assinada.

A Câmara de Alpiarça já assinou a escritura do contrato promessa de compra e venda com um dos participantes na hasta pública, promovida pelo município, para venda de um prédio na Avenida de Berna, em Lisboa, que se encontra em mau estado de conservação. A presidente da Câmara de Alpiarça, a socialista Sónia Sanfona, explicou em sessão camarária que o interessado escolhido já pagou o sinal que a autarquia exigia como garantia. Fica a faltar a data da escritura que ainda não está agendada.
Depois de a primeira hasta pública ter ficado sem efeito, na segunda tentativa apareceram seis propostas. A hasta pública tinha um valor base de dois milhões e 350 mil euros para alienação do prédio com dez apartamentos doado ao município ribatejano há décadas pelo benemérito Manuel Nunes Ferreira. Sónia Sanfona garante que o valor agora apresentado pela proposta escolhida é semelhante ao valor base da hasta pública. Sónia Sanfona explicou que o prédio está em condições muito precárias. “Se optássemos pela recuperação seria uma elevada despesa para a autarquia, dinheiro que não temos, por isso consideramos mais vantajoso a sua alienação”, justificou.
O vereador da CDU, João Pedro Arraiolos, manifestou-se contra a hasta pública e recordou que o seu partido defende que o imóvel deveria continuar na posse do município e avançar com obras de reabilitação. A presidente lamenta que o prédio em causa não tenha recebido obras de conservação ao longo dos anos que permitissem a sua manutenção em condições para albergar os inquilinos e poder rentabilizar a sua utilização. E acrescentou que nos últimos meses o município tem tentado libertar, dentro das possibilidades, os arrendamentos que ainda existem naquele prédio.

Benemérito deixou prédios em Lisboa e Amadora
Manuel Nunes Ferreira foi um benemérito que deixou em testamento, datado de 1937, um imóvel urbano sito na Avenida de Berna, nº 44-B (Avenidas Novas), em Lisboa, constituído por prédio urbano composto por dez apartamentos e duas lojas; imóvel urbano sito na Rua Tomás da Anunciação nº 84 e 84-C (Campo de Ourique), em Lisboa, composto por 14 apartamentos e duas lojas; imóvel urbano sito na Avenida Comandante Luís António da Silva, nº 32, na Amadora, composto por dez apartamentos e uma loja.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo