Política | 20-04-2024 15:00

António Rodrigues abandona reunião de câmara de Torres Novas e ameaça não voltar

António Rodrigues abandona reunião de câmara de Torres Novas e ameaça não voltar
António Rodrigues foi eleito, em 2021, vereador pelo Movimento P’la Nossa Terra. fotoDR

Vereador independente, que foi presidente da Câmara de Torres Novas pelo PS, retirou-se da sala de reuniões depois de ler um comunicado onde lamenta que o seu nome não conste da comissão de honra das comemorações do 25 de Abril no concelho. Da lista fazem parte três antigos presidentes de câmara.

O vereador do Movimento P’la Nossa Terra (MPNT), António Rodrigues, que foi presidente da Câmara de Torres Novas eleito pelo PS entre 1993 e 2013, abandonou a última reunião pública do executivo sob protesto depois de ler um comunicado onde critica a postura da maioria socialista que lidera o município em relação às celebrações do 50º aniversário do 25 de Abril de 1974. “Vou-me embora e não sei se voltarei às reuniões de câmara, vou ponderar”, disse.
Em causa está o facto de não constar o seu nome da lista de nomes propostos para integrarem a comissão de honra, da qual fazem parte três antigos presidentes de câmara. “Aparecendo na lista três dos presidentes de câmara do pós 25 de Abril não se entende porque não aparece o nome de António Rodrigues que durante 20 anos foi presidente eleito pelo PS; os outros três presidentes juntos, foram-no durante 17 anos”, lê-se no comunicado, onde é salientado que é do vereador independente a proposta para que se promovam naquele concelho as comemorações dos 50 anos da revolução; e que foi na sua presidência que se promoveram as celebrações que incluíram a “construção do Parque da Liberdade e respectiva estátua e consequente homenagens aos torrejanos que sofreram as agruras da luta pela liberdade”.
Além disso, o movimento discorda da forma como foram propostos os nomes para a comissão de honra que, no seu entender, deveriam ser escolhidos e convidados pelo município e não votados ou alvo de debate. “Até actas são feitas onde ficam expressos os debates e as opiniões sobre quem deve ou não fazer parte da comissão de honra. Tudo isto é triste e ferido de falta de ética”, lê-se.
Para o Movimento P’la Nossa Terra “o descontrole é absoluto”, pois, “a 15 dias da efeméride não existe comissão de honra e muito menos se vislumbra programa compatível com a importância e dignidade que a data exige”. Por isso, o MPTN “demarca-se de todas as iniciativas levadas a efeito pelo município”, não querendo isso significar que os elementos que o integram estejam a desrespeitar o 25 de Abril. “Pelo contrário. A Revolução dos Cravos merece melhores e mais respeitáveis iniciativas que dignifiquem as comemorações”, é referido na nota que António Rodrigues leu antes de abandonar a reunião camarária; e antes de o presidente do município responder ao protesto e às restantes questões que Rodrigues levantou no período antes da ordem do dia.

Presidente lamenta
O presidente Pedro Ferreira começou por lamentar a atitude de António Rodrigues ao abandonar a reunião antes de ouvir resposta e sublinhou que ele próprio é presidente de câmara há três mandatos e está há 30 anos no executivo municipal e não teria “prazer especial” em ser homenageado integrando tal comissão. “Trabalho para o povo e continuo a gostar de trabalhar”, afirmou. O autarca socialista, que foi vice-presidente de António Rodrigues, lembrou ainda que quem propôs ao município a criação das comissões executiva e de honra “foi precisamente o Movimento P’la Nossa Terra” que também definiu as regras que foram votadas e aprovadas pelos restantes eleitos.
Depois de lamentar a posição do Movimento P’la Nossa Terra e “sobretudo de António Rodrigues”, Pedro Ferreira acabou por retirar o ponto que propunha a votação os nomes a integrar a comissão de honra, adiantando que irá transmitir à comissão executiva o sucedido para que “eventualmente” possam “querer mexer na lista” de nomes que compõem a comissão de honra das comemorações do 50.º aniversário do 25 de Abril de 1974, que arrancam a 19 de Abril e terminam a 15 de Dezembro.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo