Política | 11-05-2024 12:00

BE e CDU querem gestão pública no Mercado Municipal de Santarém

BE e CDU querem gestão pública no Mercado Municipal de Santarém
O modelo de gestão do renovado mercado de Santarém ainda está por definir, pois o concurso público para concessão ficou deserto

Moções apresentadas contra a concessão do renovado mercado de Santarém foram chumbadas na assembleia municipal e assembleia de freguesia.

O Bloco de Esquerda e a CDU apresentaram moções contra a eventual gestão privada do Mercado Municipal de Santarém, tendo as mesmas sido chumbadas graças sobretudo aos votos dos eleitos do PSD e do PS, forças políticas que gerem o município. Na última reunião da Assembleia Municipal de Santarém, o Bloco de Esquerda apresentou um moção a recomendar que a câmara assumisse a gestão do mercado municipal e procedesse à sua dinamização em parceria com as associações do concelho. A proposta acabou chumbada com os votos do PSD, PS, CDS e Chega.
No texto, o Bloco de Esquerda acusava a maioria PSD/PS que governa o município de insistir na gestão privada do requalificado mercado municipal apenas por “motivos ideológicos, sem ganhos financeiros visíveis”. Os bloquistas consideram que “transformar o espaço num mero circuito de lojas, no qual terá de se pagar para realizar qualquer evento, é desastroso para a cidade”.
Na última sessão da Assembleia de Freguesia da Cidade de Santarém a CDU apresentou também uma moção a exigir que o executivo da Câmara de Santarém trave o actual processo de privatização do mercado municipal. Também aí, a proposta só contou com votos favoráveis da CDU e do BE. “É de lamentar que a maioria dos eleitos do PS e do PSD tenham votado contra a moção apresentada pela CDU. Assinale-se que PS e PSD, seja no executivo da Câmara Municipal de Santarém, seja nos restantes órgãos autárquicos, estejam sempre alinhados na opção política de favorecer os interesses privados em detrimento dos públicos”, considera a CDU.
A coligação liderada pelo PCP alega que “a entrega do mercado municipal aos privados representará uma gestão voltada para o lucro, com aumentos nas rendas para os comerciantes, o que, mais cedo ou mais tarde, poderá comprometer a sua sustentabilidade, e preços mais elevados para os consumidores”.
O modelo de gestão do renovado mercado de Santarém ainda está por definir, pois não houve interessados no concurso público para concessão do espaço lançado pelo município. Têm havido visitas ao recinto por parte de potenciais interessados nos últimos meses e o vereador Nuno Russo (PS) disse na última assembleia municipal que está a decorrer um prazo até final de Junho para eventual concessão por ajuste directo, desde que a proposta cumpra com o caderno de encargos definido pelo município.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo