Política | 02-06-2024 21:00

Ourém vai contrair empréstimo de 4,7 milhões para financiar três obras

Ourém vai contrair empréstimo de 4,7 milhões para financiar três obras
Luís Albuquerque, presidente da Câmara de Ourém

Empréstimo vai financiar a segunda fase da reabilitação da estrada de Minde e a ampliação do parque desportivo municipal, ambas em Fátima, e a requalificação da Rua da Castela, em Ourém.

A Câmara de Ourém vai contrair um empréstimo de cerca de 4,7 milhões de euros (ME), para financiar três investimentos, dois dos quais na freguesia de Fátima. “A ideia é que esse empréstimo seja destinado a três obras que temos previsto iniciar no próximo ano, eventualmente alguma ainda no final deste ano”, afirmou à agência Lusa o presidente do município, Luís Albuquerque.
Em causa está a segunda fase da reabilitação da designada estrada de Minde e a ampliação do parque desportivo municipal, ambas em Fátima, e a requalificação da Rua da Castela, na sede do concelho. “Este empréstimo [de longo prazo] destina-se, essencialmente, a financiar a execução destas três intervenções que consideramos importantes para o futuro do nosso município”, declarou Luís Albuquerque. No caso da estrada de Minde, esta segunda fase, numa zona não urbana, vai ligar a obra actualmente em curso até ao limite do concelho com o de Alcanena, “para que todos que cheguem a Fátima a pé, e também são muitos que chegam por aquela via, possam ter as melhores condições de segurança e também de conforto”. “O projecto está feito (…), a ideia é que possamos começar no início de janeiro”, adiantou o autarca, estimando um prazo de execução de 10 meses.
Ainda na freguesia de Fátima, a autarquia vai ampliar o parque desportivo, que inclui o Estádio Papa Francisco, com a criação de dois campos sintéticos com iluminação e balneários. “A prática desportiva no concelho, especialmente na freguesia de Fátima, é muito grande e os espaços que temos disponíveis (…) são manifestamente insuficientes para a procura e para as exigências que temos, por isso resolvemos avançar para o complemento do estádio municipal de Fátima”, justificou o presidente da Câmara de Ourém.
Para a autarquia, é importante aumentar a oferta em termos de espaços desportivos, para também potenciar todo o trabalho que tem vindo a ser realizado pelas diversas associações desportivas da freguesia. “Uma das razões que nos faz também avançar com este projecto é que estamos a ser bastante procurados por equipas de outros países, nomeadamente do Leste, onde o Inverno é mais rigoroso, que procuram locais na Europa Ocidental, onde o clima é mais ameno, para aqui fazerem alguns estágios”, recordou. Segundo Luís Albuquerque, “Fátima, tendo a capacidade hoteleira que tem”, com a existência de espaço desportivo disponível para ceder, “obviamente que a hotelaria também irá beneficiar, nomeadamente na época baixa”.
Quanto à Rua da Castela, na cidade de Ourém, o presidente do município reconheceu que “teve muitos problemas no passado em termos de urbanismo” e, inclusivamente, houve um processo em tribunal, que a câmara perdeu, lembrando ainda ter ocorrido a demolição de espaços e a aquisição de outros. “Agora, temos condições para, finalmente, depois de elaborado o projecto, requalificar toda a via que terminará com uma nova rotunda” e um novo arruamento, acrescentou o autarca, antevendo “um novo espaço requalificado dentro da cidade de Ourém, que é um local central e que está em muito mau estado”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo