Política | 28-06-2024 18:00

Câmara manda fechar casa em Almeirim do antigo presidente da CAP

A casa onde o antigo presidente da CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal, José Andrade, viveu até falecer e que foi a residência do seu pai, foi mandada encerrar pela Câmara de Almeirim por falta de condições de habitabilidade.

O espaço, onde vivem juntamente com o filho do antigo dirigente, vários imigrantes asiáticos, não tem água devido a uma dívida astronómica.

A Câmara de Almeirim mandou encerrar uma habitação na Rua da Fonte em Almeirim por falta de condições de habitabilidade e onde vivem imigrantes asiáticos. A ordem de encerramento foi decretada após uma vistoria ao local, onde se concluiu pela ausência das condições mínimas para viver, a começar pela falta de água da rede pública. A casa é dos descendentes do ex-presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e o mentor do Centro Nacional de Exposições (Cnema), onde passou a funcionar a Feira Nacional de Agricultura, José Andrade.
Segundo o município, a habitação tradicional numa zona antiga da cidade não pode ter moradores. Mas segundo O MIRANTE apurou estão a viver no local pelo menos duas dezenas de imigrantes asiáticos. A casa está envolvida num processo de partilhas e quem vive no local actualmente é o filho do falecido José Andrade onde este viveu largos anos, tendo sido a casa dos seus pais, sendo que a casa onde vivia antes, na mesma rua e na mesma propriedade, foi transformada num lar de idosos.
O principal problema tem a ver com a falta de água da rede pública, pelo facto da Águas do Ribatejo ter cortado o fornecimento devido a uma dívida astronómica. O restabelecimento da ligação de água é condição sem a qual não será revogado o encerramento do imóvel como habitação. Neste momento a empresa intermunicipal de abastecimento público de água reclama um pagamento de duas dezenas de milhares de euros, que com juros e outras tarifas ultrapassa os 20 mil euros.
Depois de o filho do falecido proprietário ter sido notificado da decisão, este pediu uma reunião para tentar resolver a situação, o que não vai fazer mudar a decisão, mas que pode vir a provocar uma reavaliação da dívida.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo