Política | 29-06-2024 15:00

António Rodrigues continua a ser o animador de serviço em Torres Novas

António Rodrigues continua a ser o animador de serviço em Torres Novas
António Rodrigues

António Rodrigues protagonizou mais uma novela na reunião de câmara de Torres Novas, ao abandonar a sessão a meio sem apresentar qualquer justificação. O autarca e ex-presidente do município, não participou na votação de alguns pontos tendo regressado alguns minutos depois.

O vereador independente António Rodrigues, que foi presidente da Câmara de Torres Novas pelo PS, retirou-se da reunião de câmara realizada a 5 de Junho sem apresentar qualquer justificação. O autarca eleito pelo Movimento P’la Nossa Terra (MPNT), que liderou o município entre 1993 e 2013, deixou a sala de reuniões quando estavam a ser votados pontos da ordem de trabalhos, tendo a sua ausência criado algum burburinho na sala. Um dos vereadores da maioria socialista questionou como se procederia à votação dos pontos na ausência de António Rodrigues, com Pedro Ferreira, presidente da autarquia, a responder que a sessão iria continuar a decorrer nos trâmites normais, uma vez que não foi apresentada qualquer justificação nem pedido para a sessão ser suspensa. António Rodrigues regressou algum tempo depois, sentando-se no seu lugar sem abordar o assunto. Ainda assim, Pedro Ferreira deu a possibilidade ao autarca de votar nos dois pontos que falhou. António Rodrigues votou a favor, mas não deixou de dar um ar da sua graça: “raramente votarei a favor de qualquer admissão nesta casa, mas o objectivo desta contratação faz todo o sentido”, disse.
Recorde-se que esta postura de António Rodrigues já se tinha repetido numa reunião de câmara realizada em Abril deste ano. Nessa sessão, o autarca abandonou a sala em protesto depois de ler um comunicado onde criticou a postura da maioria socialista que lidera o município em relação às celebrações do 50º aniversário do 25 de Abril de 1974. “Vou-me embora e não sei se voltarei às reuniões de câmara, vou ponderar”, disse. Em causa estava o facto de não constar o seu nome da lista de nomes propostos para integrarem a comissão de honra, da qual fazem parte três antigos presidentes de câmara. Na altura, Pedro Ferreira lamentou a atitude de António Rodrigues ao abandonar a reunião antes de ouvir resposta e sublinhou que ele próprio é presidente de câmara há três mandatos e está há 30 anos no executivo municipal e não teria “prazer especial” em ser homenageado integrando tal comissão. “Trabalho para o povo e continuo a gostar de trabalhar”, afirmou.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo