Política | 06-07-2024 07:00

Santarém com luz verde do Tribunal de Contas para pedir 12 milhões à banca

Santarém com luz verde do Tribunal de Contas para pedir 12 milhões à banca

O município de Santarém vai investir 12 milhões de euros em infraestruturas desportivas e multiusos em vários pontos do concelho, graças a crédito bancário que vai liquidar durante as duas próximas décadas.

O Tribunal de Contas deu luz verde à Câmara de Santarém para avançar com dois contratos de empréstimo bancário, um no valor de 4,56 milhões de euros e outro de 7,4 milhões de euros, para financiar investimentos considerados estratégicos em infraestruturas. Em causa está a construção de diversos equipamentos para a prática desportiva e recintos multiusos vocacionados para actividades económicas e culturais em vários pontos do concelho.

O empréstimo mais volumoso, de 7,4 milhões de euros, visa a construção do Pavilhão Empresarial de Alcanede, orçada em 3 milhões e 180 mil euros; a requalificação do Pavilhão Multiusos de Amiais de Baixo, estimada em 2,7 milhões de euros; e a remodelação do pavilhão desportivo da antiga Escola Prática de Cavalaria (EPC) de Santarém, que tem um custo previsto de 1 milhão e 590 mil euros.

O outro empréstimo, no valor de 4,56 milhões de euros, destina-se à construção do Campo Municipal de Rugby na antiga EPC, que tem um custo estimado em 2 milhões e 643 mil euros; do Campo de Jogos da Ribeira de Santarém, uma obra orçada em 1 milhão e 279 mil euros; e do campo de relvado natural da Escola Superior Agrária, que tem um orçamento de de 639.614 euros. No que se refere às instalações desportivas, o empréstimo vai ser pago durante um período de 10 anos, ao passo que os 7,47 milhões de euros destinados à construção de infraestruturas estratégicas vão ser pagos nos próximos 20 anos.

O vice-presidente da Câmara de Santarém, João Teixeira Leite, destaca a relevância desta aprovação, referindo que o município está agora em condições de dar continuidade aos processos que permitirão a concretização dessas empreitadas, que irão introduzir melhorias significativas na qualidade das infraestruturas desportivas, e no desenvolvimento e crescimento económico do concelho.

Na reunião pública do executivo em que as propostas foram discutidas, em Fevereiro último, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, disse que o município “pode contrair empréstimos desta natureza” porque “a situação financeira do concelho melhorou muito nos últimos anos”. Segundo o autarca, o pagamento mensal destes empréstimos “é completamente comportável para o município de Santarém”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo