Saúde | 12-09-2019 20:00

Governo pondera duas opções para gestão do Hospital Vila Franca de Xira

Governo pondera duas opções para gestão do Hospital Vila Franca de Xira

Grupo José de Mello Saúde anunciou que vai abandonar a gestão da unidade de saúde em 2021.

A ministra da Saúde disse na quarta-feira, 11 de Setembro, que há “dois caminhos” para o Hospital Vila Franca de Xira em 2021, que passam por uma nova parceria público-privada (PPP) ou pela reversão para a gestão pública.

Marta Temido referia-se à decisão do grupo José de Mello Saúde, que comunicou na terça-feira que vai abandonar a gestão do Hospital Vila Franca de Xira em 31 de Maio de 2021, data em que termina o contrato da PPP, uma decisão que o Governo aguardava.

“O que sabemos é que agora é que, no dia 31 de Maio de 2021, teremos que tomar um de dois caminhos: ou até lá preparamos um concurso público para uma nova PPP ou decidimos a internalização do hospital, ou seja, a reversão do hospital para a gestão pública como aconteceu recentemente no Hospital de Braga”, adiantou.

A governante falava aos jornalistas no Bairro da Jamaica, no Seixal, no distrito de Setúbal, onde indicou que a tutela teve conhecimento da decisão do grupo Mello através uma informação transmitida ao gabinete do secretário de Estado adjunto e da Saúde, Francisco Ramos.

“Obviamente que é a posição do parceiro e nós estávamos exatamente à espera da decisão sobre a proposta que tínhamos feito de que continuassem a garantir o funcionamento do hospital em termos de gestão clínica por mais dois anos renováveis e, eventualmente, por mais um”, mencionou.

De acordo com um comunicado interno a que a agência Lusa teve acesso, o maior accionista da entidade gestora do hospital, em regime de PPP, justifica a decisão com "a incerteza quanto ao prazo de renovação e ao modelo de gestão", que "não garantem a estabilidade e a previsibilidade necessárias ao desenvolvimento de um projecto estruturado e de médio prazo, assente na manutenção dos níveis de qualidade e eficiência excecionais na resposta às necessidades da população".

Nesta nota, o grupo José de Mello Saúde assegurou que "irá cumprir escrupulosamente todas as suas obrigações" até 31 de maio de 2021 e que "manterá o seu total empenho para que o hospital continue a pautar-se por elevados níveis de excelência".

O Estado decidiu não renovar, por mais dez anos, o contrato de PPP do Hospital de Vila Franca de Xira, mas propôs um alargamento por um período adicional até três anos. A decisão foi divulgada em 1 de Junho pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, um dia depois do fim do prazo para a decisão sobre a renovação da PPP ser comunicada ao grupo José de Mello Saúde.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1466
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1466
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo