Saúde | 01-10-2019 16:49

Hospital de Santarém concluiu projectos de 3,8 milhões de euros

Projectos de modernização e inovação dos equipamentos clínicos e desmaterialização do processo clínico estão concluídos.

O Hospital Distrital de Santarém anunciou esta terça-feira, 1 de Outubro, a conclusão de dois projectos que permitiram a modernização e inovação dos equipamentos clínicos (3 milhões de euros) e a desmaterialização do processo clínico (800 mil euros).

O investimento, financiado pelo Portugal2020, permitiu a aquisição de equipamentos tecnologicamente avançados, nomeadamente, de Tomografia Computorizada, ecógrafos de última geração para obstetrícia, ginecologia e ecocardiografia fetal, sistemas de climatização para o serviço de Medicina e de Reabilitação, equipamentos para o Bloco Operatório, Cardiologia e Gastroenterologia e de Anatomia Patológica.

Em comunicado, a administração do HDS, presidida por Ana Infante, refere a importância deste investimento na melhoria da qualidade de diagnóstico e também para a redução do número de exames e deslocações desnecessárias dos utentes para reavaliação no exterior.

Acrescenta a diminuição do tempo de resposta e de realização dos exames e cirurgias, além da melhoria da acessibilidade e a segurança dos doentes e dos profissionais de saúde.

Por outro lado, o projecto para desmaterialização do processo clínico permitiu a modernização da infra-estrutura de rede, instalar a rede wireless para os utentes (que passam a ter acesso gratuito à Internet) e para os profissionais.

Foi ainda feito o upgrade da capacidade de armazenamento de dados e instalado o visualizador web de imagens médicas, possibilitando que todos os médicos do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria e de hospitais do Serviço Nacional de Saúde tenham acesso ao Processo Clínico Electrónico do HDS.

Segundo a administração do hospital, vai agora ser iniciado um novo projecto para inovação e diferenciação tecnológica do Hospital Distrital de Santarém, no valor de 3,2 milhões de euros.

Este projecto permitirá a instalação de uma Ressonância Magnética e o apetrechamento dos Blocos Operatórios, de Cirurgia de Ambulatório e de Obstetrícia, acrescenta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1466
    09-07-2020
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1466
    09-07-2020
    Capa Vale Tejo