uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Plantel do Coruchense é jovem mas dá garantias à equipa técnica

Ganhar com sangue na guelra

Coruchense apresentou plantel sénior

O plantel sénior do Coruchense para a época 2003/2004 foi apresentado no último sábado. Com cinco novas aquisições e outras tantas promoções da equipa de juniores como novidades principais, técnicos e jogadores do clube do Sorraia mostraram-se dispostos a vencer num campeonato que promete ser difícil. Trabalhar para ganhar é agora a missão da equipa treinada por Mário Lázaro.

Edição de 20.08.2003 | Desporto
O guarda-redes Brandão, o defesa Padinha e o avançado Bexiga, todos ex-Samora Correia, e o médio Franklin e o avançado Bruno Xavier, ambos oriundos do Benavente, são as principais novidades do plantel sénior do Coruchense para esta época, que foi apresentado no dia 16 de Agosto, sábado. Às cinco novas contratações juntam-se os defesas Cardoso, Francisco Faísca e Manta, o médio Eduardo e o avançado Rosinha II, todos ex-júniores, entretanto promovidos à equipa principal.O plantel é constituído, para já, por 23 jogadores, pelo que há 13 atletas que transitam da época anterior. São eles o guarda-redes Gonçalo Arromba, os defesas Amorim, Diogo, Paulino, Ricardo Silva, Rosinha e Ruben; e os médios Luís António, Lino, Luís Forca, Nuno Frade, Oliveira e Travassos.Para que o plantel fique definitivamente fechado falta contratar um ponta de lança. Bruno Ribeiro, que na época passada já era jogador do clube, pode ser esse elemento, mas, segundo o próprio treinador, nada está ainda garantido. No entanto Mário Lázaro não esconde a sua admiração pelo jogador, que considera “um atleta com uma formação acima da média”.Oitenta por cento dos jogadores que esta época vão vestir a camisola do Coruchense são naturais ou residentes no concelho de Coruche, um factor que orgulha os directores e a equipa técnica que para além de Mário Lázaro, como treinador principal, conta com o adjunto Paulinho e o massagista Manuel Mendes.O treinador do Coruchense adiantou que vai desde já começar a traçar as regras do jogo para um campeonato que se avizinha difícil e nas boas vindas aos jogadores deixou um recado em forma de metáfora. “O objectivo é ganhar com sangue na guelra”, disse o técnico, que acredita na capacidade dos jogadores que tem à sua disposição.“Há equipas bem apetrechadas mas às vezes vale mais poucos e bons e um grupo forte” do que o contrário, reforçou Mário Lázaro, que nesta pré-epoca quer evitar lesões para estar no dia 14 de Setembro nas melhores condições, dia em que se vai realizar o derby Coruchense-Samora Correia. Antes disso, a apresentação da equipa aos sócios está marcada para 23 de Agosto.CAMPO NÃO É PROBLEMAUma das questões que se coloca ao bom desempenho do Coruchense é a situação do campo Horta da Nora, onde a curto prazo irá ser construída uma urbanização. Para já, Rui Teixeira, proprietário do terreno onde está o campo garantiu à administração do clube que os treinos estão assegurados durante esta época. Carlos Forca, presidente da Comissão Administrativa que gere os destinos do Coruchense, espera que para o ano o novo campo já esteja pronto. No que respeita à sede do clube, o presidente fez saber que tudo depende do avanço do processo nas Finanças, para amortização da dívida do clube. No dia da apresentação do novo plantel, Alexandre Coelho, presidente da Assembleia-Geral falou aos jornalistas sobre o facto levantado pelo secretário do clube, João Marçal, em Assembleia Municipal, de que a escritura de doação à autarquia do terreno que pertencia ao clube situado no Montinho do Brito, estava ferida de legalidade. “Não se deve criar mais polémica. Temos que encontrar uma solução. Em breve, a assembleia-geral do clube vai reunir em sessão extraordinária, mas a data ainda não está marcada”, disse Alexandre Coelho. Recorde se que o assunto arrasta-se em polémicas entre autarcas e direcção do clube desde o anterior mandato, liderado por Manuel Brandão. A equipa sénior do clube do Sorraia está por enquanto a treinar em Montemor-o-Novo, onde há melhores condições de trabalho, e onde espera preparar-se em condições para o arranque do campeonato, a 14 de Setembro, frente ao Samora Correia.Reforços com féSe o treinador e os dirigentes acreditam no plantel, os reforços também estão confiantes no valor da nova equipa. Franklin, médio ex-Benavente, considera que tem que “trabalhar dia-a-dia para depois ver o resultado”. Preocupado em manter a sua baliza inviolada vai estar Brandão, guarda-redes vindo do Samora Correia. Diz que veio para “trabalhar e ajudar o Coruchense” e não se esquece que o primeiro jogo a sério vai ser contra a sua ex-equipa. “Mesmo assim o Coruchense tem de ganhar”, reforça. Da mesma vila veio Bexiga, satisfeito com este novo desafio.” Penso que temos um bom grupo. Este campeonato vai ser mais competitivo. No primeiro jogo vou tentar marcar golos, porque agora o Coruchense é o meu clube”, adiantou.O avançado Bruno Xavier deixou o Benavente e referiu que tem “muito orgulho em vir representar o Coruchense”. O colega Padinha também recebeu o convite com muito agrado. A experiência no futebol é uma achega e por isso Padinha pensa que “pode ajudar os outros jogadores sem interferir no trabalho do técnico”. Entre os jogadores que transitam da época passada, o médio Oliveira salienta existe o ambiente saudável entre os jogadores e já pensa no primeiro jogo do campeonato. “A melhor coisa era vencer com um golo meu frente ao Samora. Todos juntos vamos dar o nosso melhor”, referiu.
Plantel do Coruchense é jovem mas dá garantias à equipa técnica

Mais Notícias

    A carregar...