uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Vilarense luta por um lugar na divisão de honra

Apesar da aposta forte em infra-estruturas a vertente desportiva não é descurada

Nos últimos anos as sucessivas direcções do Vilarense têm apostado na consolidação das infra-estruturas do clube que conseguiu subir à primeira divisão distrital. Este ano o objectivo é lutar por um dos seis primeiros lugares da série e garantir um lugar na divisão de honra.

Edição de 06.09.2006 | Desporto
A aposta mais forte do Clube Desportivo Vilarense, de Vilar dos Prazeres, Ourém, tem sido, nos últimos anos, o enriquecimento do seu património. Para tal tem levado a efeito obras de vulto no seu campo de jogos, que é actualmente um pequeno estádio com excelentes condições para a prática do desporto rei. Este ano, com a subida da equipa sénior à primeira divisão distrital, a direcção presidida por José Dias vai fazer um pequeno aumento do orçamento par o futebol porque quer ter uma equipa capaz de lutar por um lugar na divisão de honra, que passa a ser o patamar mais alto do futebol do distrito de Santarém.“Esta aposta de engrandecer o nosso património já vem de alguns anos. Tem passado de direcção em direcção, a obra ainda não está completa, mas é para completar. Por isso, embora tenhamos feito um ligeiro aumento no orçamento para o futebol este ano, não entramos em qualquer loucura”, garantiu João Paulo, um dirigente com muitos anos de clube.Apesar de todas as condicionantes que esta aposta tem tido para o futebol, os dirigentes não estão desiludidos, até porque a equipa conseguiu a subida e mostrou condições para poder vir a ombrear com os mais fortes do distrito. “Temos tido a preocupação constante de ter sempre as contas controladas e daí não sairemos. Por isso pensamos apenas em conseguir um plantel que dentro do nosso orçamento jogue de modo a dignificar a camisola do Vilarense”, garantiu João Paulo.O Vilarense subiu a época passada à primeira divisão distrital e prepara-se agora para procurar assegurar a manutenção no patamar mais alto do futebol distrital. A direcção manteve a confiança no experiente treinador Mário Ruas, que vai estar pela terceira época consecutiva à frente da equipa.Confiança a que o técnico quer corresponder com o trabalho que vai efectuar com um grupo de jogadores que lhe dá garantias de vir a assimilar os seus métodos e vir a lutar jogo a jogo pelos três pontos em disputa. “Estou num clube modesto onde as pessoas me estimam, por isso quero corresponder com muito trabalho a essa confiança”, referiu.As condições físicas de trabalho são das melhores mas segundo Mário Ruas a aposta é agora de criar raízes sólidas no escalão mais alto do futebol do distrito. “E esta época é a indicada para isso. A selecção de valores vai ser feita e nós queremos ficar entre os melhores”, garantiu.Mário Ruas, que é um técnico experiente e ambicioso, garante que em relação ao plantel para a época de 2006/07 houve a preocupação de manter a espinha dorsal da equipa da época passada. “Agora fomos buscar alguns jogadores que se enquadram no nosso modelo de trabalho e também no orçamento do clube, e é com eles que vamos trabalhar”, garantiu.O plantel que Mário Ruas e o seu adjunto Cremildo Pereira vão ter à sua disposição engloba os seguintes jogadores: Célio, Pedro, Sousa, Octávio, Tordo, André, Márcio Santos, Piu, Murfano, Leonardo, Rogério, Samuel, Tiago e Feijoeiro, que transitam da época passada.As caras novas são Paixão (ex-Amiense), Fojo (ex-União da Chamusca), Marco Coelho e Márcio Dinis (ambos ex-Gondemaria), Eric (ex-União de Leiria), Marcão (ex-União de Tomar), Rui Guerreiro (ex-Maceirinha), André Costa (ex-União da Serra) e Nelson Tordo (ex-Fátima).

Mais Notícias

    A carregar...