uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

A jornalista distraída

Edição de 06.09.2006 | Entrevista
Quando se deu a revolução de 25 de Abril de 1974 os trabalhadores do Diário de Lisboa pensaram que Manuela Azevedo poderia ser a directora do jornal, até pela sua conhecida ligação à oposição ao antigo regime. Mas houve logo quem lembrasse que a jornalista era muito distraída. Uma característica que terá contribuído para nunca ter chegado ao único cargo que lhe faltou desempenhar no trajecto de 50 anos ligado à imprensa.Manuela Azevedo conta um episódio exemplar: “Uma ocasião veio aí uma grande mestre do bailado chamada Martha Graham fazer uns recitais. Era americana. Era mestre de uma escola nova, no sentido estético. A embaixada americana ofereceu um almoço em honra dela e eu fui convidada pois era crítica de bailado. Lá fui, bati à porta da embaixada, disse ao que ia e responderam-me que estava enganada e que o almoço estava marcado sim, mas para o dia seguinte”.

Mais Notícias

    A carregar...