uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
GNR de Alenquer distribui cabazes de natal por famílias carenciadas

GNR de Alenquer distribui cabazes de natal por famílias carenciadas

Verba foi angariada num espectáculo de variedades

Os militares da GNR distribuíram bens alimentares por famílias desfavorecidas dos concelhos de Alenquer, Azambuja e Cadaval.

Edição de 23.12.2008 | Sociedade
Famílias com nove filhos e poucos rendimentos. Cabanas sem tijolo. Pais desempregados. Ratazanas mortas nas sarjetas. Este cenário degradante, que pouco ou nada tem a ver com as típicas imagens alusivas ao natal, foi ofuscado pelo brilhozinho nos olhos emanado pelas famílias que, na segunda-feira, dia 22 de Dezembro, receberam das mãos de vários militares da Guarda Nacional Republicana um cabaz de natal. Organizado pelo núcleo Escola Segura do destacamento territorial da GNR de Alenquer, a distribuição de cabazes teve como objectivo proporcionar uma ceia de natal diferente a algumas famílias carenciadas dos concelhos de Azambuja, Alenquer e Cadaval. Para além da comida, os militares distribuíram também aos mais novos bilhetes para o circo. A GNR organizou um espectáculo de variedades no Centro Social e Paroquial de Azambuja, no início do mês, com vista à recolha de fundos para suportar a compra dos bens alimentares. Contabilizadas as receitas foi possível organizar e distribuir 15 cabazes no valor de cerca de 60 euros cada um. Incluíam, entre outros géneros alimentícios, bolachas, azeite, bacalhau, frango e grão. As famílias carenciadas foram sinalizadas pela segurança social e a escolha recaiu depois aos militares da força de segurança. “Infelizmente não podemos chegar a todos os que precisam, mas tentamos dar um natal melhor a quem não tem quase nada”, refere o chefe Aníbal Pais, responsável pelo núcleo da escola segura. O acesso a muitas das habitações foi feito recorrendo a um jipe. Os militares foram entregando pacotes de esperança a pessoas para quem o Natal é apenas mais um dia do ano. “Estou desempregada e o meu marido trabalha nas obras. Ele ganha muito pouco porque a firma onde é empregado está quase falida”, refere com emoção uma das beneficiadas. Apesar do acto de caridade muitas famílias preferiram não abrir a porta aos militares, com receio de que algo grave se passasse. “Vamos voltar amanhã”, asseguram. O balanço da iniciativa foi positivo e a GNR pretende realizar mais acções deste tipo ao longo do ano.
GNR de Alenquer distribui cabazes de natal por famílias carenciadas

Mais Notícias

    A carregar...