uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Petição pelo arranjo da estrada 361 vai ao plenário da Assembleia da República

Petição pelo arranjo da estrada 361 vai ao plenário da Assembleia da República

Concurso para arranjo da via entre Alcanede e Amiais de Cima foi aberto em Maio
Edição de 30.06.2010 | Sociedade
A petição pública a pedir o arranjo da estrada regional 361 (ER 361), entre Alcanede e Alcanena, vai ser levada a plenário da Assembleia da República, adiantou um dos coordenadores do Movimento Cívico pela Beneficiação da ER361. Segundo Paulo Coelho, a decisão foi tomada em reunião da Comissão Parlamentar e Obras Públicas e Transportes, sob proposta do relator da Comissão, o deputado do PSD eleito por Santarém, Vasco Cunha. Na reunião, em que participaram também sete elementos do movimento cívico, foi entregue aos deputados um dossier com o historial do processo e onde se encontram também já os contributos e sugestões dos empresários locais, saídos de uma reunião que o movimento cívico promoveu recentemente e em que participaram também os autarcas das quatro freguesias afectadas pelos problemas desta estrada: Alcanede, Abrã, Amiais de Baixo (concelho de Santarém) e Monsanto (concelho de Alcanena). Em Maio foi publicado no Diário da República o anúncio do lançamento do concurso público para a primeira fase de beneficiação desta via, que engloba o troço entre Alcanede e Amiais de Cima, e que corresponde nesta primeira fase ao valor global de um milhão e setecentos mil euros. Segundo o mesmo anúncio, a abertura das propostas do concurso está agendada para 1 de Julho, data em que o movimento cívico quer realizar “uma acção simbólica” para alertar para esta situação. O mau estado do pavimento da estrada regional 361 é um problema que se arrasta há mais de uma década e, segundo Paulo Coelho, tem afectado não só as populações desta zona norte do concelho de Santarém, onde vivem mais de 9000 pessoas, mas também empresários.Em Abril deste ano, centenas de populares e veículos ligeiros e pesados participaram numa marcha lenta de protesto, entre as povoações de Amiais de Cima e Alcanede, para reclamarem o arranjo da estrada. Na manifestação, que decorreu num troço da estrada com aproximadamente sete quilómetros, estiveram largas dezenas de veículos, sobretudo camiões de empresas locais, que entupiram por completo a circulação nesta zona durante quase duas horas, numa fila de veículos.
Petição pelo arranjo da estrada 361 vai ao plenário da Assembleia da República

Mais Notícias

    A carregar...