uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Grupo acusado de agredir e assaltar jovens em Alhandra começa a ser julgado

Uma das vítimas sofreu lesões graves num sobrolho e teve de ser assistida no hospital
Edição de 11.04.2012 | Sociedade
O grupo acusado de agredir quatro jovens na zona ribeirinha de Alhandra durante um assalto, começa a ser julgado no final deste mês no tribunal de Vila Franca de Xira. Os quatro elementos do grupo, com idades entre os 20 e os 40 anos, são acusados pelo Ministério Público de co-autoria de quatro crimes de roubo e um crime de ofensa à integridade física. Uma das vítimas, Ruben M., foi atingido com uma facada num sobrolho que o obrigou a receber tratamento hospitalar em Vila Franca de Xira e Lisboa. No processo reclama uma indemnização de 30.618 euros por danos não patrimoniais. Todos os arguidos apresentaram contestação, vincando a ausência de antecedentes criminais e a modesta condição social e económica em que vivem.O caso remonta à noite de 2 de Junho de 2011, pelas 03h30, quando os quatro arguidos abordaram um grupo de quatro jovens que circulavam na zona ribeirinha de Alhandra. Nuno T., que o Ministério Público acusa de ser o chefe do grupo, pediu um cigarro aos jovens que passavam no local, tendo de seguida empunhado uma faca e exigido os seus telemóveis e as suas carteiras. Segundo a acusação, os agressores circundaram as vítimas, agrediram-nas, revistaram os bolsos e tiraram o que traziam. Levaram telemóveis da marca Nokia, baterias de telefone, cartões de identificação, dinheiro e peças de roupa que as vítimas traziam vestidas, num valor global próximo dos 200 euros.As vítimas terão sido empurradas, esmurradas e pontapeadas. Segundo a acusação o caso complicou-se quando uma das vítimas, se recusou a dar os seus bens aos agressores e lhes virou as costas. Nessa altura Nuno T. foi no seu encalço e desferiu-lhe um golpe violento junto ao sobrolho, tendo fugido logo depois do ataque. Os agressores foram interceptados em Alhandra pela Polícia de Segurança Pública horas depois.

Mais Notícias

    A carregar...