uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Rotundas na variante de Vialonga para diminuir acidentes

Rotundas na variante de Vialonga para diminuir acidentes

Projectos ficam concluídos em breve e a primeira rotunda avança este ano

Todos os meses acontecem em média seis acidentes na variante de Vialonga, alguns com feridos graves. A Câmara de Vila Franca de Xira vai agora construir rotundas na via para substituir os semáforos existentes, apontados como principais causadores dos desastres.

Edição de 11.04.2012 | Sociedade
Até ao final deste ano começam a ser construídas duas rotundas nos cerca de cinco quilómetros de extensão da variante de Vialonga. A ideia é acabar com os semáforos existentes na via e aumentar a segurança rodoviária, uma vez que a sinalização semafórica é apontada como a principal causadora de acidentes, alguns com feridos graves. Em média acontecem seis desastres por mês nesta via que tem por objectivo desviar o trânsito do centro da vila. O vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), sublinha que o objectivo de substituir os semáforos por rotundas é também promover uma maior fluidez do trânsito. O autarca acredita que esta solução vai diminuir as estatísticas da sinistralidadeAlberto Mesquita explica que os projectos das rotundas estão “praticamente concluídos” e que pelo menos uma delas deverá começar a ser construída ainda este ano. A substituição dos semáforos por rotundas na variante, recorde-se, foi uma proposta da CDU aprovada por unanimidade há quase três anos. Desde essa altura os comunistas têm lembrado a necessidade de se resolver o problema. As obras não avançaram há mais tempo devido, em grande parte, por representarem um investimento avultado, na casa de meio milhão de euros. “O executivo não tem tido a capacidade de resposta solicitada”, chegaram a lamentar os vereadores da CDU.A variante de Vialonga é usada diariamente por milhares de automobilistas que se deslocam para as freguesias da Póvoa de Santa Iria, Forte da Casa e para o vizinho concelho de Loures. “Já apanhei vários sustos na variante porque os condutores andam muito depressa e muitos nem sabem que há semáforos. Quando os vêem travam a fundo e muitas vezes batem nos carros que estão parados no sinal vermelho”, lamenta Norberto Rodrigues, condutor de Vialonga que usa a variante para se deslocar diariamente para o Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL).Semáforos avariados dificultam fluidez do trânsitoA agravar a situação está o facto de os semáforos estarem quase sempre avariados ou intermitentes, situação que obriga os condutores a cuidados acrescidos. “É nessa altura que se dão os principais acidentes e já vi muita gente ficar ferida em resultado de choques nestes cruzamentos. Uma variante como deve ser não devia ter semáforos, mas sim duas vias para cada lado, rotundas e faixas de desaceleração”, lamenta Fernando Bento, condutor. A Câmara de Vila Franca de Xira e a Junta de Freguesia de Vialonga garantem estar atentas ao problema e sempre que as anomalias na sinalização são detectadas são reparadas.
Rotundas na variante de Vialonga para diminuir acidentes

Mais Notícias

    A carregar...