uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara de Coruche mantém percentagens do IMI para 2013

Edição de 26.09.2012 | Política
A Câmara de Coruche manteve as taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para 2013 em 0,4 por cento para os imóveis avaliados pelo código do IMI e em 0,7 por cento para os prédios urbanos não avaliados. A proposta foi aprovada por maioria com os votos favoráveis do PS e os votos contra da CDU. Para os socialistas a proposta é benéfica para os proprietários por não se aplicarem as taxas máximas sugeridas pelo Governo de 0,5 e 0,8 por cento. Na opinião da CDU, que propôs taxas de 0,3 e 0,6 por cento, a câmara passa a “batata quente” aos munícipes quando lhes podia aliviar a carteira devido aos aumentos constantes dos impostos, afirmou Rodrigo Catarino, lembrando que a receita do IMI tem aumentado nos últimos anos e que as reavaliações vão ter reflexo positivo nas receitas.Dionísio Mendes (PS), presidente do município, disse que a câmara mantém uma acção em tribunal contra o Governo pela apropriação de 5 por cento das receitas de IMI à cabeça para pagamento aos técnicos que efectuam as avaliações. Uma medida que apelidou de “injusta, abusiva e discricionária” e de autofinanciamento do Estado à custa dos municípios.Em 2011, Coruche arrecadou cerca de 1,4 milhões de receita de IMI. Até início de Setembro de 2012 essa receita foi de 911 mil euros.

Mais Notícias

    A carregar...