uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Forte da Casa vai ligar-se ao rio com passagem sobre a EN10 e caminho de ferro

Projecto prevê videovigilância mas oposição alerta para questões de segurança
Edição de 26.09.2012 | Sociedade
Os habitantes do Forte da Casa vão ficar com uma ligação directa à zona ribeirinha da freguesia através de uma passagem superior pedonal (na zona do Lezíria Park) que passará sobre a Estrada Nacional 10 e sobre a linha de caminho de ferro. O projecto da responsabilidade da empresa Adão Fonseca, engenheiros consultores, foi apresentado na última reunião pública do executivo, que decorreu na freguesia a 19 de Setembro. A passagem em linha recta inicia-se no parque urbano do Forte da Casa, terá 200 metros de extensão e permitirá ligação à zona comercial e, mais à frente, ao futuro Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo. A passagem ficará a uma distância de 5,6 metros de altura da estrada nacional e a 17 metros da linha do comboio.As paredes da passagem terão 1,90 metros de altura, ocultando a linha de caminho de ferro a quem atravessa e deixando visível o parque ribeirinho e a paisagem envolvente. Na zona dos acessos, além de escadas, serão colocados elevadores. Dada a exiguidade do espaço não foi possível incluir rampas de acesso para pessoas com dificuldades de locomoção já que essa estrutura ficaria mais extensa do que a própria passagem superior. As estruturas serão montadas em fábrica e instaladas no local durante a noite para evitar interromper a normal circulação rodoviária e ferroviária.Nos pontos de acesso serão instaladas câmaras de videovigilância. O vereador da Coligação Novo Rumo, representada maioritariamente pelo PSD, Rui Rei, chamou a atenção para as questões de insegurança associadas ao espaço, que considera que deveria ser o mais transparente possível a fim de dissuadir comportamentos menos correctos. “De outra forma teremos o que acontece em Alverca. Temos uma passagem superior com 30 metros que ninguém utiliza porque já foram lá pessoas assaltadas”, alertou lembrando que é necessário assegurar boa iluminação.Para a presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha (PS), a extensão da passagem permitirá que a mesma se torne num local de exercício. A passagem enquadra-se na obra de requalificação da frente ribeirinha da zona sul do concelho de Vila Franca de Xira apoiada por fundos comunitários do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) a que o município se candidatou. A requalificação prevê ainda a construção do parque urbano da Póvoa de Santa Iria e o Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo que abrange as freguesias de Alverca do Ribatejo, Forte da Casa e Póvoa de Santa Iria.

Mais Notícias

    A carregar...