uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Camião do lixo destrói 250 arcos de flores de papel das festas do Pereiro

Camião do lixo destrói 250 arcos de flores de papel das festas do Pereiro

Populares da aldeia mobilizaram-se para recuperar os ornamentos e Câmara de Mação vai apurar responsabilidades
Edição de 21.08.2013 | Sociedade
Os moradores da aldeia do Pereiro, concelho de Mação, nem queriam acreditar quando viram os arcos de flores de papel destruídos na véspera do início das festas. Um camião de recolha do lixo da Câmara de Mação passou pelas ruas da aldeia e levou 250 ornamentos atrás. Na terça-feira de manhã os moradores mobilizaram-se cedo e começaram a reparar os estragos para que tudo fique pronto antes de chegarem os visitantes para a festa que decorre até domingo, 25 de Agosto. De acordo com António Maia, da Associação Desportiva e Cultural do Pereiro, que organiza os festejos, o camião destruiu as ornamentações numa extensão de 50 metros, deixando os moradores desolados. “Não tiveram cuidado”, desabafa, salientando que “os moradores tiveram que levantar-se às seis da manhã para trabalhar na sua recuperação. O que vale é que tínhamos arcos de sobra”, refere. Houve pessoas que ao depararem-se com o cenário de destruição começaram a chorar, conta António Maia. “Gerou-se uma revolta enorme nas gentes da aldeia” uma vez que era uma situação evitável. “Os caixotes do lixo eram fáceis de retirar e podiam ter sido deslocados para outro local, evitando-se a passagem pelo meio dos arcos. Não sabemos ainda as consequências deste acto mas alguém tem que assumir as consequências deste acto macabro”, considera a organização. O presidente da Câmara Municipal de Mação, Saldanha Rocha (PSD) lamentou a O MIRANTE aquilo que considerou ser “um acidente de trabalho” e assegurou que vão ser apuradas responsabilidades. “Estamos empenhados na promoção desta festa e prova disso é que na segunda-feira colocámos placas à saída da Auto-Estrada 23 para divulgar as festas e para que mais pessoas visitem o Pereiro. São acidentes de trabalho que acontecem e agora há que apurar o porquê”, frisou o autarca.A aldeia mais florida de PortugalA aldeia do Pereiro torna-se, nesta altura do ano, a aldeia mais florida de Portugal apresentando dez ruas e cinco largos enfeitados com esmero pelos moradores, que trabalham na confecção de flores de papel durante todo o ano. A par desta atractividade, há um programa musical e de animação, destacando-se o grupo de concertinas da Sertã “Vamos à Festa” que actua diariamente. Os moradores fazem questão de apresentar a quem os visita as doçarias regionais e o artesanato típico da aldeia nas festas que decorrem entre 23 e 25 de Agosto. No domingo, as cerimónias religiosas têm destaque, com a missa às 17h00 e a procissão, uma hora mais tarde, a percorrer todas as ruas e largos enfeitados. A festa termina à noite, com um concerto do cantor Quim Barreiros.
Camião do lixo destrói 250 arcos de flores de papel das festas do Pereiro

Mais Notícias

    A carregar...