uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Challenger da NERSANT atingiu a maioridade

Edição de 28.05.2014 | Desporto
A NERSANT organizou a XVIII edição do Challenger, iniciativa inserida num projecto mais amplo da associação, com vista à dinamização das margens do Rio Tejo. A empresa Couro Azul foi a vencedora.“Viver o Tejo” foi o mote do XVIII Challenger NERSANT, que este ano se realizou nos dias 23 e 24 de Maio, nos concelhos de Chamusca, Constância e Vila Nova da Barquinha. Composto por diversas provas de desporto aventura, a iniciativa teve como objetivo cimentar as relações profissionais entre os colaboradores das empresas da região, através da realização de diversas atividades que promovem o espírito de equipa.A realização do Challenger enquadra-se num projeto mais amplo que a associação se encontra a dinamizar, e que tem como objetivo a valorização do rio Tejo.O espírito de competitividade, de equipa e entre-ajuda estiveram sempre presentes nesta iniciativa que reuniu, na totalidade, cerca de 120 pessoas, entre colaboradores de empresas da região e monitores das diversas provas.Couro Azul foi a equipa vencedora do XVIII Challenger NERSANTTerminadas as provas, a NERSANT anunciou, no Centro Náutico de Constância, a classificação das equipas. A equipa vencedora do XVIII Challenger NERSANT foi a empresa Couro Azul, localizada em Alcanena.Em terceiro lugar ficou a equipa / empresa Rodalgés B, e em segundo lugar, a Garval Extreme Team. ComentárioA 18ª edição do Challenger da NERSANT teve a participação de 20 equipas que em dois dias de muita animação e aventura puseram à prova a organização da Ponto Aventura, uma empresa de eventos gerida por Carlos Silvério. Nem tudo foi perfeito mas, no essencial, a 18ª edição do challenger da NERSANT voltou a fazer a diferença pela forma como todos, ou quase todos, os participantes mostraram espírito de aventura e companheirismo.Este ano viu-se mais juventude e percebeu-se a falta de empresários nas equipas. Pelos vistos a crise obriga a trabalhar até ao fim-de-semana. Nem a beleza da paisagem e as provas mais espectaculares que a Ponto Aventura organiza convenceram os empresários a juntarem-se aos seus colaboradores.Para todos os efeitos, o objectivo do Challenger é reforçar o espírito de equipa e dar a conhecer as belezas da região vivendo o Tejo e a charneca. Objectivo conseguido mais uma vez sem margem para dúvidas.

Mais Notícias

    A carregar...