uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Secretário de Estado diz que Escola Profissional de Rio Maior tem futuro

Secretário de Estado diz que Escola Profissional de Rio Maior tem futuro

Destacados resultados acima da média no decurso das Jornadas Profissionais
Edição de 28.05.2014 | Economia
O director pedagógico da Escola Profissional de Rio Maior - EPRM, incentivou os alunos a empenharem-se cada vez mais na sua formação para poderem chegar longe em termos profissionais. Falando na abertura das XXI Jornadas Profissionais da Escola Profissional de Rio Maior (EPRM) que decorreram de 13 a 15 de Maio, numa cerimónia em que participaram a presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, e o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Manuel Castro Almeida, Luciano Vitorio afirmou: “Não serve de nada sermos uma escola fantástica, com condições e meios para facultar uma formação/qualificação de qualidade muito acima da média, com professores e formadores disponíveis para vos ajudar a ter sucesso, se não se empenharem verdadeiramente no vosso percurso formativo”. Para ilustrar o sucesso e prestígio da EPRM, consolidados ao longo dos seus quase 22 anos de existência, o responsável destacou alguns dos resultados alcançados. Desde 1992 ingressaram na escola 1908 alunos, dos quais apenas 1352 puderam ser admitidos. O ano lectivo 2013/2014 é aquele que regista a maior população escolar de sempre. Quase metade dos alunos (48%) são oriundos de fora do concelho. O director pedagógico destacou ainda a taxa de sucesso escolar e a diminuição progressiva de abandono. “A taxa de abandono escolar global na EPRM, nos últimos 20 anos, cifra-se em 11 por cento mas em 2012/2013 foi de 8,2% e no presente ano lectivo, já a chegar ao final, está abaixo dos 5%; quanto ao sucesso escolar, a taxa global média é de 92,2%. Recorde-se que ao nível da UE o objectivo é reduzir o abandono escolar para 10% até 2020, estando actualmente o mesmo fixado em cerca de 12% embora em Portugal ainda seja superior a 19%”, referiu.Na mesa de honra sentaram-se, para além de Luciano Vitorino, director pedagógico da EPRM, Lopes Candoso, presidente do Conselho de Gerência da EPRM, Adelino Bernardes, presidente da Associação de Produtores Agrícolas, Bentes da Silva, director financeiro da EPRM, Sérgio Gonçalves, presidente da Associação Empresarial do Concelho de Rio Maior, e Francisco Oliveira, presidente da Associação de Estudantes da EPRM.A presidente da Câmara Municipal de Rio Maior frisou que a escola sempre soube estar na linha da frente ao estabelecer parcerias com as melhores empresas para obter resultados de excelência. “Escolas como esta vão ter um papel fundamental no combate ao desemprego, pois estes jovens saem daqui preparados para entrar no mercado de trabalho e singrar”, destacou a autarca.Respondendo a um apelo da presidente da câmara para que defenda as Escolas Profissionais, o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional explicou qual a sua posição relativamente ao assunto. “As Escolas Profissionais têm futuro se quiserem. Para mim o critério é muito simples: As que tiverem mérito devem continuar e as que não tiverem devem cair. É tão simples como isto, ninguém tem lugar garantido na história. O principal critério numa Escola Profissional é a empregabilidade, se o conseguir concretizar, essa escola tem de se manter e ser apoiada. Por sua vez, se uma escola forma estudantes e no fim do curso vão para o desemprego essa escola não tem futuro, é preciso ter coragem de a deixar cair. Quanto à Escola Profissional de Rio Maior a sua taxa de empregabilidade é muitíssimo boa e por isso eu creio que a vossa escola nada tem a temer quanto ao futuro”, destacou.Dirigindo-se aos estudantes, Manuel Castro Almeida, exortou-os a não se conformarem com a perspectiva que lhes é apontada de virem a viver pior que os seus pais. “No decorrer da vossa vida tenham sempre uma palavra em mente que é a excelência. Está nas vossas mãos acomodarem-se a uma vida medíocre ou apostar mais alto e todos os dias ao levantar, dizer: eu vou ser um tipo ou uma tipa excelente no meu trabalho, como amigo, vou ser um excelente parceiro, vou ser um excelente estudante, vou ser um excelente profissional e vou ser um excelente cidadão”, concluiu.No decurso das Jornadas Profissionais foram entregues os prémios de mérito no valor de 200, 100 e 50 euros aos alunos que mais se evidenciaram nos cursos de Electrónica, Automação e Instrumentação, Transportes, Manutenção Industrial e Frio e Climatização. Com a atribuição dos prémios de mérito, o Conselho de Gerência e a Direcção da EPRM pretende reconhecer os seus alunos, não só pelos resultados escolares, mas também pela assiduidade, pela postura, pelas atitudes e pela participação em iniciativas e projectos. Posteriormente procedeu-se à apresentação pública do projecto Leonardo da Vinci com a visualização de dois vídeos relativos aos estágios realizados por 21 alunos da EPRM em Barcelona (Espanha) e em Leipzig (Alemanha).
Secretário de Estado diz que Escola Profissional de Rio Maior tem futuro

Mais Notícias

    A carregar...