uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Vereador do PSD arrasa projecto de dinamização do comércio de Vila Franca

Rui Rei diz que projecto da associação comercial é duvidoso e discriminatório
Edição de 28.05.2014 | Sociedade
O vereador da Coligação Novo Rumo (liderada pelo PSD) Rui Rei, considera que o projecto de dinamização do comércio tradicional de Vila Franca de Xira é “sectário, duvidoso e discriminatório”. O autarca disse na última reunião do executivo que o projecto “Comércio Investe”, desenvolvido pela associação comercial, ACIS, não responde às reais necessidades do comércio por só abranger as ruas Alves Redol e Serpa Pinto. Pelo que, realça, não serve os interesses dos comerciantes do concelho. “A própria câmara deveria ter uma posição sobre isto. Não compreendo como um programa destes se limita apenas a duas ruas, deixando de fora cidades como Alverca e Póvoa de Santa Iria”, criticou o vereador. Contactada por O MIRANTE a associação não quis falar sobre o assunto remetendo explicações para a sessão de arranque do projecto, agendada para 30 de Maio.Considerando que “o resto do concelho não é paisagem e a associação é de todo o concelho”, Rui Rei lamentou que o projecto “não defenda todos” e disse não aceitar o que classifica de “forma de discriminação”. A iniciativa “Comércio Investe”, explica a associação na sua página de Internet, destina-se a criar uma identidade e imagem de marca comum para o comércio tradicional do centro urbano e ribeirinho de Vila Franca de Xira, que associe as potencialidades do comércio, das tradições locais e dos recursos naturais, nomeadamente o Rio Tejo e o Passeio Ribeirinho. O projecto irá usar a rede municipal de fibra óptica, juntamente com vários investimentos que irão ser feitos em equipamentos multimédia, hardware e software, que permitam às empresas comerciais o desenvolvimento dos seus negócios de forma “moderna e eficiente”. O projecto inclui também a criação de um portal de divulgação do comércio e abrangerá 30 micro e pequenas empresas do comércio tradicional, que vão investir em imagem, marketing, tecnologias, informática, obras, equipamentos e imobiliário.

Mais Notícias

    A carregar...