uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Campos de milho em Coruche querem ser exemplo de utilização eficiente da água

Campos de milho em Coruche querem ser exemplo de utilização eficiente da água

Distrito de Santarém é o maior produtor de milho do país

Campos de ensaio da Sanimilho estão a testar um sistema inovador de rega gota-a-gota enterrado que evita perdas de água por evaporação. Ministra da Agricultura considera o projecto como um exemplo para o uso eficiente da água na actividade agrícola.

Edição de 16.09.2015 | Economia
Profissionais do sector agrícola e Governo precisam de estar de mãos dadas na busca e implementação de tecnologias que permitam produzir mais e melhor com menos recursos, nomeadamente água, tal como está a acontecer nos campos de ensaio de milho da Estação Experimental António Teixeira, em Coruche.A opinião foi partilhada pelo presidente da Associação Nacional de Produtores de Milho e Sorgo (Anpromis), Luís Vasconcellos e Souza, na sessão de apresentação de resultados do segundo ano da cultura de milho desenvolvida no âmbito do projecto Sanimilho, a vigorar por oito anos na sequência do protocolo de colaboração assinado em 2013 com o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV).Vasconcellos e Souza realçou a importância do estabelecimento de parcerias, sobretudo com os centros de investigação, e o trabalho conjunto de toda a fileira para a criação de valor, pedindo que o Estado exerça a sua função de enquadramento e de estímulo. À ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, que marcou presença nesta Dia de Campo em Coruche, o presidente da Anpromis agradeceu “o muito que fez” pela agricultura, elogiando-a por ter percebido “bem e depressa” o sector e os seus agentes e a importância das exportações e do regadio. Em vésperas de eleições legislativas, a ministra lamentou o tom de “despedida” e deixou a garantia de que tem a intenção de “continuar atenta e interveniente na agricultura”. O projecto Sanimilho foi apontado por Assunção Cristas como “um exemplo” do “caso de sucesso” que é o sector do milho, onde considera ser necessário continuar a apostar na investigação e na inovação. Aprovado em Fevereiro de 2014 pelo Programa de Desenvolvimento Rural, o projecto permitiu a instalação inicial de um pivô e, em Abril deste ano, de um sistema de rega gota-a-gota enterrado a 35 centímetros da superfície. As plantas são assim alimentadas a partir do subsolo, havendo um menor consumo de água porque não ocorrem perdas por evaporação. O presidente do INIAV, Nuno Canada, mostrou-se satisfeito com a parceria que vai permitir “canalizar novos recursos e aumentar a competitividade no sector agrícola” e destacou o importante papel dos técnicos das associações que andam no terreno funcionando como ponte entre os investigadores e os agricultores.Ribatejo lidera cultura do milho em PortugalSegundo o secretário-geral da Anpromis, Tiago Silva Pinto, as culturas de milho ocupam este ano 126.411 hectares em Portugal, cerca de 41% da área de cereais semeada no país, sendo Santarém o distrito com maior área cultivada (21,4 mil hectares). Na parceria estabelecida em 2013, a Anpromis assumiu um investimento de 120 mil euros, comparticipados em 25% por fundos comunitários. Os resultados obtidos no projecto, onde estão envolvidos cerca de três dezenas de trabalhadores, serão depois extrapolados para todo o país. “Cabe às entidades públicas apoiar as entidades privadas, os agricultores e as suas iniciativas”, salientou o presidente da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira, manifestando a disponibilidade da autarquia para ser um parceiro activo neste projecto que está a dar uma “nova vida” à Estação Experimental António Teixeira.
Campos de milho em Coruche querem ser exemplo de utilização eficiente da água

Mais Notícias

    A carregar...