uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Um clube centenário virado para a juventude

Um clube centenário virado para a juventude

Sport Abrantes e Benfica foi fundado há cem anos, quatro dias antes da então vila ascender à categoria de cidade. É a filial número dois do Benfica e iniciou a prática do futebol ainda antes de ser criada a Associação de Futebol de Santarém. No dia 10 de Junho o histórico Sport Abrantes e Benfica festeja cem anos com orgulho na sua história e com as atenções viradas para a juventude. O futebol de formação é a grande aposta na actualidade.

Edição de 08.06.2016 | Desporto

Quatro dias antes da elevação de Abrantes a cidade nascia, em Junho de 1916, o Sport Lisboa e Abrantes hoje conhecido por Sport Abrantes e Benfica. Desde então que o clube filial nº2 do Benfica, vem contribuindo para a formação de jovens futebolistas naquele concelho. No dia 10 de Junho o clube assinala o seu centenário com a realização de uma gala no Cine-Teatro São Pedro, em Abrantes, que contará com a presença de Luís Filipe Vieira, presidente do Sport Lisboa e Benfica.
Começou com o futebol sénior num tempo em que ainda nem existia Associação de Futebol de Santarém e poucos eram ainda os clubes existentes na região a praticar essa modalidade. Hoje a aposta centra-se principalmente no futebol de formação. O Abrantes e Benfica tem cerca de 150 atletas, nos diversos escalões, desde os 8 aos 18 anos, mais as escolinhas que vão competindo em torneios apoiados pelo município.
Paulo Neto, o presidente do clube centenário, refere que o futebol sénior não está nos planos mais próximos. “A nossa intenção é a satisfação a nível desportivo dos jovens do nosso concelho e dos concelhos limítrofes”, destaca o dirigente.
À semelhança de muitos outros emblemas, o Abrantes e Benfica vive com algumas dificuldades financeiras, embora com muito esforço da direcção tenham conseguido chegar ao final da época sem problemas. Nesse campo, Paulo Neto destaca o importante apoio que vem da Câmara de Abrantes, através do programa de apoio ao associativismo, pois há muita dificuldade em arranjar donativos e patrocínios junto da comunidade.
Ser a segunda filial do Benfica dá estatuto mas o dirigente diz que actualmente isso não traz grandes benefícios, nem logísticos nem financeiros, exceptuando a presença em alguns torneios da televisão do clube da Luz.
A sede fica localizada no Centro das Associações Desportivas, num espaço cedido pelo município, e as equipas utilizam os campos de treino do Estádio Municipal de Abrantes. Paulo Neto diz que as condições “não são óptimas”, pois existem muitos clubes no concelho que também precisam de utilizar o equipamento municipal e tem de se fazer um esforço para se conciliarem horários.
“Gostaríamos de ter mais, mas é o que temos e temos de lidar com isso e fazemos diariamente. Sabemos que há um esforço do município para atender as nossas reclamações e as nossas exigências”, refere.
Paulo Neto destaca, para lá dos vários títulos em competições e torneios nos escalões jovens, a medalha de mérito desportivo e o reconhecimento de estatuto de utilidade pública.
Não é fácil acompanhar tantos jovens e há toda uma carga burocrática por trás. É um trabalho feito por carolice, tanto pela direcção como pelos colaboradores do clube. “O que nos dá força depois é ver os nossos jovens a evoluir”, destaca o presidente. Continuar a apostar na qualidade da formação é o caminho traçado.
Cem anos depois Paulo Neto não podia estar mais orgulhoso do percurso do seu clube. “Nunca voltamos as costas a nenhum obstáculo. Conseguimos, após cem anos, ter história e continuar a fazer história”. E assim querem prosseguir. “É isso que nós pretendemos: elevar o nome do Sport Abrantes e Benfica mais alto”.

Um clube centenário virado para a juventude

Mais Notícias

    A carregar...