uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

A prata da casa e o gato por lebre

Edição de 08.06.2016 | O MIRANTE dos Leitores


Nunca fui adepto da utilização da chamada “prata da casa” na área da cultura ou de outra situação que exija profissionalismo e qualidade. O recurso à “prata da casa” é justificado pela vontade de não investir e integra-se naquilo a que normalmente se chama a arte do desenrasca. Algumas câmaras municipais, únicas entidades com capacidade para promover espectáculos de qualidade com artistas de qualidade, estão a recorrer à “prata da casa” por não quererem gastar dinheiro na promoção da cultura ou porque não têm dinheiro para cultura porque, por opção meteram tudo o que havia noutras rubricas do orçamento. Temos a subir aos palcos de alguns teatros municipais, artistas amadores medíocres ou, quando muito, sofríveis, como se fossem grandes estrelas, ranchos folclóricos e tunas de universidades da terceira idade. Não sou contra esses amadores mas acho que devem ter o seu espaço próprio, não sendo utilizados como substitutos de profissionais de qualidade. A cultura e o bom gosto não se promovem com amadorismos. Isso era o mesmo que fazer a Liga dos Campeões de futebol com jogos entre solteiros e casados.
José Urbino

Mais Notícias

    A carregar...