uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Cheque-Formação já contemplou seis mil trabalhadores da região

Medida dinamizada ainda tem candidaturas abertas e Nersant ajuda empresas e IPSS a elaborá-las

Edição de 11.08.2016 | Economia

O Departamento de Formação e Qualificação da Nersant encontra-se a auxiliar as empresas e IPSS (instituições particulares de solidariedade social) do Ribatejo a submeter a sua candidatura ao Cheque-Formação. Até à data a associação submeteu candidaturas de 200 empresas e 44 IPSS da região, num total de cerca de 6000 trabalhadores envolvidos e mais de 16.000 horas de formação.
Estes números apenas foram conseguidos graças ao trabalho de sensibilização e divulgação da medida Cheque-Formação junto das empresas e entidades da economia social, que contaram ainda com o apoio técnico da associação empresarial para a elaboração da candidatura, o que veio facilitar e simplificar o processo para as mesmas.
Ao todo, estão já aprovadas candidaturas de 24 empresas e entidades da economia social - num total de 556 formandos envolvidos - que irão iniciar em breve formações em áreas tão diversificadas como Gestão, Stocks, Informática, Higiene e Segurança Alimentar, Línguas, Primeiros Socorros e Qualidade.
A medida Cheque-Formação, criada pela Portaria n.º 229/2015, de 3 de Agosto, constitui uma modalidade de financiamento directo da formação a atribuir aos utentes inscritos na rede de Centros de Emprego e de Centros de Emprego e Formação Profissional do Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP, I.P.), nomeadamente entidades empregadoras, activos empregados e desempregados. A medida tem assim como objectivo principal o incentivo à formação profissional, constituindo-se como um instrumento potenciador da criação e da manutenção do emprego e do reforço da qualificação e empregabilidade.
O apoio a atribuir pela medida Cheque-Formação considera o limite de 50 horas de formação, a cada dois anos, até um montante máximo de 175 euros por colaborador, sendo o financiamento máximo de 90% do valor total da acção de formação. Sendo a formação profissional obrigatória em todas as empresas, esta medida pode servir para financiamento das 35 horas de formação anuais obrigatórias.
Não obstante as candidaturas efectuadas, o Cheque-Formação continua a aceitar candidaturas de empresas e entidades interessadas em usufruir desta medida, pelo que os interessados em beneficiar do apoio da Nersant para a elaboração de candidatura devem, para o efeito, contactar o Departamento de Formação e Qualificação da associação através dos contactos dfq@nersant.pt ou 249 839 500.

Mais Notícias

    A carregar...