uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Modelo de gestão do Eco-Parque do Relvão vai ser discutido por unidade de missão

Edição de 11.08.2016 | Economia

A Câmara da Chamusca vai criar uma unidade de missão para discutir qual o modelo de gestão a seguir no Eco-Parque do Relvão, situado na freguesia da Carregueira. Esta unidade vai ter um representante da câmara, um representante da assembleia municipal, um representante da Junta de Freguesia da Carregueira, um representante da Junta de Ulme, um representante da Nersant, um representante das empresas já instaladas e um membro da empresa 3 Drivers que tem trabalhado com a autarquia na execução de estudos e pareceres.
Recorde-se que há cerca de seis anos foi criada uma associação para a gestão do parque, envolvendo a câmara, a Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém, a Resitejo, os dois centros integrados de recuperação, valorização e eliminação de resíduos perigosos e a Such, que opera na área do tratamento dos lixos hospitalares, mas essa estrutura nunca chegou a funcionar na prática. “Por falta de entendimento das forças políticos que queriam lugares para todos não se chegou a um entendimento na assembleia municipal”, explicou o presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado (PS), a O MIRANTE.
Na opinião do autarca “quem deveria estar à frente da futura equipa de gestão do Eco-Parque deveria ser alguém da área dos resíduos e do ambiente, que saiba dar as voltas necessárias e resolver problemas, que conheça bem o meio e que aponte caminhos estratégicos”.

Mais Notícias

    A carregar...