uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Moradores da Flamenga em Vialonga querem cães fora do parque urbano

Moradores da Flamenga em Vialonga querem cães fora do parque urbano

Na última semana uma moradora foi atacada e teve de ser hospitalizada. Presidente da junta pede medidas urgentes e câmara já prometeu pressionar as forças de segurança para aumentar vigilância no local.

Edição de 11.08.2016 | Sociedade

Vários moradores da urbanização da Flamenga em Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira, estão apreensivos com vários cães que costumam vaguear no parque urbano que ali foi construído e pedem que a zona seja interdita aos animais. Isto depois de uma mulher, com idade a rondar os 50 anos, ter sido atacada na última semana por um cão de grande porte e transportada ao hospital com vários ferimentos.
A mulher partiu uma clavícula, a bacia e um pé enquanto tentava fugir do animal. Segundo relatos de populares ficou também com várias escoriações na pele. O cão tinha dono, que foi visto a abandonar o local pouco depois do incidente. A Guarda Nacional Republicana foi ao local e tomou conta da ocorrência mas ainda não encontrou o dono do animal.
“Aquela zona parece um canil, há imensos cães à solta por ali e torna-se perigoso, porque temos ali famílias inteiras a passear e a praticar desporto. Além dos cães que ali vão passear com os donos há também muitos cães abandonados que por ali aparecem”, lamenta José António Gomes, presidente da Junta de Vialonga.
Na última reunião pública de câmara o autarca foi o eco do descontentamento dos moradores da zona, pedindo à câmara “que alguma coisa” possa ser feita no local para aumentar a segurança. O presidente da câmara, Alberto Mesquita, lamentou que estas situações aconteçam por falta de civismo e garantiu que vai pressionar as forças de segurança para aparecerem mais no local. “Eu também tenho um cão e quando vou com ele à rua levo-o com um açaime. É uma questão de civismo e esta deve ser a atitude que as pessoas devem ter. Ser amigo dos animais é cuidar deles, não deixar que estas coisas aconteçam”, lamentou.
Alguns moradores da zona, escutados por O MIRANTE, concordam que está na hora do parque urbano ser interdito à presença dos animais. “Às vezes os cães estão com os donos mas há gente muito condescendente, têm as trelas largas, outros não os agarram como deve ser. Estamos ali sempre receosos”, defende Madalena Monteiro, moradora.
Outra residente, Adília Pires, partilha da opinião. “Eu tenho um cão e não o levo para lá porque entendo que deve ser uma zona só para as pessoas. Já para não falar dos donos que aproveitam ali as zonas verdes para meterem os cães a fazer as suas necessidades e não limpam. Devia ser proibido, haver placas como no passeio ribeirinho a informar as pessoas, assim a polícia já podia actuar”, defende.

Canil municipal ampliado ainda este ano

O canil municipal de Vila Franca de Xira vai ser ampliado ainda este ano. A garantia é de Alberto Mesquita, presidente do município, que espera dessa forma contribuir para criar melhores condições naquele equipamento para acolher ainda mais animais. Ocasionalmente alguns moradores queixam-se nas redes sociais de uma sobrelotação do espaço e falta de condições de salubridade das instalações mas o município sempre negou essas afirmações, admitindo no entanto que o espaço precisa de ser aumentado.

Moradores da Flamenga em Vialonga querem cães fora do parque urbano

Mais Notícias

    A carregar...